Publicidade

Estado de Minas

Internautas aprovam uso de bafômetros para atestar o grau de alcoolemia


postado em 10/11/2011 11:08

A maioria dos brasilienses é favor do uso de bafômetros para atestar o grau de alcoolemia. De acordo com os resultados da enquete feita pelo www.correiobraziliense.com.br, 70,75% (1.149 votos) aprovam a utilização obrigatória do aparelho. Já 29% (475 votos) responderam que o teste deve ser feito apenas se o motorista autorizar, como acontece atualmente. Ao todo, 1624 internautas responderam à pergunta: “Você é a favor do uso obrigatório do bafômetro nas blitzes?”. A opinião dos leitores foi registrada entre 30 de outubro e 9 de novembro.

Reportagem do Correio publicada no dia 9 de outubro mostrou que a proibição de dirigir alcoolizado é reiteradamente desrespeitada no Distrito Federal. Dos 5.109 condutores abordados pelo Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran) este ano, 3.976 (77,8%) se recusaram a assoprar o bafômetro ou a fazer o exame de sangue que atesta o grau de alcoolemia. A única punição, nesses casos, é o registro de um auto de constatação que o condutor apresentava notórios sinais de embriaguez.

Outro dado é ainda mais grave: quase metade dos motoristas submetidos ao bafômetro apresentaram concentração superior a 0,3 miligrama de álcool por litro de ar expelido dos pulmões, ou seja, cometeram o crime de assumir o volante sob o efeito de bebida. As estatísticas incluem somente as abordagens realizadas pelo BPTrans, pois o Departamento de Trânsito (Detran) e o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) não detalham as ocorrências registradas nas ações de fiscalização.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade