Publicidade

Estado de Minas

Polícia prende suspeito de vender atestados falsificados na Rodoviária


postado em 28/11/2011 17:59 / atualizado em 28/11/2011 18:00

Um homem admitiu vender atestados médicos por R$ 10 em Ceilândia ao ser preso nesta segunda-feira (28/11). De acordo com a polícia, os atestados falsos foram encontrados na casa do suspeito, na QNM 10. A busca teria sido iniciada à procura de uma moto amarela roubada.

Momentos antes do flagrante, os policiais do Batalhão da Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam) haviam abordado um outro homem por conta de um veículo roubado com a placa clonada, que pertencia a um Chevete. Uma testemunha contou sobre a movimentação no local e de uma moto que teria aparecido por lá recentemente. Quando Bruno de Holanda Cavalcante foi abordado, disse que a moto estava na casa de um conhecido. A polícia acredita que a moto tenha sido um pagamento por drogas.

Segundo o sargento Augusto, da Rotam, o que chamou a atenção durante a ronda teria sido um carro com as portas abertas em frente a um lote da cidade do Entorno. "Era um Santana. Quando batemos a placa, discriminou um chevete. Procuramos o dono do carro. Ele fingiu que estava dormindo, mas depois de um tempo resolveu atender a porta. A princípio, Bruno negou ser dono do carro roubado, mas vimos a chave em cima da cama", descreveu.

Pouco depois, a polícia se dirigiu a casa do segundo suspeito à procura da moto amarela. Lá encontraram blocos de atestados assinados e carimbados. "O suspeito disse que vendia na Rodoviária de Brasília. As pessoas deviam passar lá antes de ir trabalhar e matavam o trabalho. O homem contou que comprou os atestados em Goiânia", relatou.

Os dois criminosos irão responder por receptação e falsificação de documento público.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade