Publicidade

Estado de Minas

Batalhão Escolar faz ação para evitar congestionamentos na volta às aulas


postado em 30/01/2012 15:57

O início do ano letivo costuma estar acompanhado de congestionamentos e trânsito mais intenso, principalmente perto das escolas. Para tentar controlar a situação, o Batalhão Escolar da Polícia Militar prepara a Operação Volta às Aulas. Comandante da unidade, o tenente-coronel Eduardo Leite Sousa explica que, durante a semana, a ação passará por diversos pontos do Distrito Federal. A atuação policial nos primeiros dias do semestre letivo será direcionada à educação no trânsito e à segurança dos alunos, durante a entrada e a saída da escola. “Nosso principal objetivo é com a campanha educativa, mas, se nossas equipes flagrarem infrações, os motoristas poderão ser multados”, diz Sousa. A Asa Sul será o primeiro bairro a receber a operação.

O batalhão especializado no patrulhamento de perímetros escolares tem 500 homens, mas contará com a ajuda de outros setores da PM para coordenar a fluidez no trânsito. Os locais de maior concentração de estudantes serão monitorados, inclusive, por helicópteros. Apesar de não haver estudos precisos, o Departamento de Trânsito (Detran) estima um aumento de 30% no número de carros nas vias no início das aulas. Por isso, para evitar contratempos, a dica é que os pais se programem para sair um pouco mais cedo do que o habitual.

O comandante Sousa frisa a importância de os estudantes não trafegarem nas vias para minimizar as chances de acidentes. Na hora do desembarque dos alunos, os motoristas não devem parar em fila dupla, uma das principais complicações em frente aos colégios.


Transporte
Além de motoristas de carros particulares, as vans de transporte escolar também receberão instruções e passarão por fiscalização. De acordo com o Núcleo de Transporte Escolar (Nuace) do Detran, operam no DF 2.270 veículos autorizados. Para estarem aptos a conduzir crianças, eles precisam se submeter a vistorias a cada seis meses. O Detran aproveitou as férias para aumentar o número de veículos inspecionados, passando de 10 para 100 por dia. De acordo com Helder Athan, chefe do Nuace, em zonas rurais, cerca de 40% dos veículos não conseguem a renovação antes de resolver problemas identificados na vistoria. Em áreas urbanas, essa média cai para 20%. “Qualquer pessoa pode consultar a situação de uma empresa no site do Detran. Mas a fiscalização é bastante eficiente. Tanto que pouco se vê acidentes com vans”, diz Athan.

Além da validade da permissão, os pais devem ficar atentos à habilitação do motorista, às condições do veículo e também à maneira de operar da empresa. Segundo Luis Cláudio Megiorin, da Associação de Pais de Alunos de Instituições de Ensino do DF, é preciso muito rigor dos pais na hora de fechar o negócio. “Chequem as referências. Perguntem aos seus filhos como o motorista dirige. Você tem que saber por onde a van passa e quando o seu filho vai chegar em casa”, aconselha.


Denuncie

Qualquer pessoa pode denunciar vans infratoras ou motoristas com má conduta. Informações repassadas ao email nuace@detran.df.gov.br podem desencadear investigações. Caso a denúncia seja confirmada, a empresa pode até ter a permissão de operação cassada.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade