Publicidade

Estado de Minas

Faixa exclusiva da EPTG começa a ser utilizada, mas problemas continuam


postado em 31/01/2012 12:42 / atualizado em 31/01/2012 13:04

Esta terça-feira (31/1) foi o primeiro dia da faixa exclusiva para ônibus na Estrada Parque Taguatinga (EPTG), mas o que se viu não foram grandes mudanças na Rodovia que liga Taguatinga, Guará e Ceilândia ao Plano Piloto. Muitos motoristas até consideram a ideia boa, mas ainda encontram dificuldades para se adaptarem ao novo esquema.

No período da manhã, os condutores encontraram o habitual congestionamento ao longo da pista e alguns preferiram usar a faixa exclusiva na tentativa de escapar dos pontos de retenção. Em geral, a nova regra só foi respeitada na presença da Polícia Militar, dos agentes do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e do Detran, que passaram a manhã organizando o trânsito no local.

Quem também enfrentou problemas foram os passageiros de ônibus, que precisavam descer nas paradas ao longo da EPTG. Isso porque, os coletivos ainda não foram adaptados à nova faixa que foi colocada na pista da esquerda da via. Alguns passageiros passaram até do ponto que desceriam e saltavam do ônibus mais a frente para evitar o perigo de descer no meio do tráfego.

Mesmo assim, os passageiros comemoraram a implantação da nova faixa. Com ela, os usuários do transporte público ganharam mais tempo no trajeto, cerca de 10 minutos. A EPTG é a segunda rodovia do DF a ter a faixa exclusiva para ônibus. Antes dela a Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB) já tinha uma pista separada para os coletivos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade