Publicidade

Estado de Minas

Corpo do filho do presidente da Embratur é enterrado nesta manhã


postado em 15/02/2012 10:48 / atualizado em 15/02/2012 12:04

O corpo de Marcelo Dino Fonseca, filho do presidente da Embratur, Flávio Dino, foi enterrado na manhã desta quarta-feira(15/2) no Cemitério do Campo da Esperança. Centenas de pessoas, entre familiares, amigos e políticos foram ao local para prestar as últimas homenagens ao jovem de 13 anos. Algumas pessoas presentes apareceram com faixas para se despedir do jovem. Entre os políticos, estavam o senador da república, Rodrigo Rolemberg e o ex-ministro dos Esportes, Orlando Silva.

Marcelo faleceu na manhã dessa terça-feira (14/2), após dar entrada no Hospital Santa Lúcia com uma grave crise de asma. O jovem perdeu a consciência durante uma atividade física realizada no colégio onde estudava na 609 Sul e foi levado ao centro de saúde. Ele foi internado na unidade de terapia intensiva (UTI). Até o fim da madrugada dessa terça-feira, o estado de saúde do menino de 13 anos era estável, mas ele voltou a ter dificuldade para respirar até vir a óbito por volta das 6h15 minutos.

O procurador de república e tio de Marcelo, Nicolau Dino, registrou a ocorrência na 1° Delegacia de Polícia (Asa Sul) relatando que a morte do jovem foi recorrente de um erro médico. Segundo Nicolau, houve demora no atendimento quando o menino começou a passar mal na UTI. Os familiares acreditam também em negligência na aplicação dos medicamentos para conter a crise de asma.

O hospital alega que a morte do menino foi uma fatalidade. O estudante deu entrada no hospital e foi tratado com broncodilatadores. Na segunda crise na madrugada, eles falaram que os remédios para combater a crise se encontravam ao lado do leito do paciente.

A Polícia Civil e o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) investigam se o hospital tem responsabilidade na morte e quais foram as circustâncias da morte de Marcelo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade