Publicidade

Estado de Minas

GDF constata irregularidades no Programa Nosso Pão, Nosso Leite


postado em 29/05/2012 17:08

O Governo do Distrito Federal constatou que cerca de 22 mil famílias beneficiadas pelo programa Nosso Pão, Nosso Leite não necessitam, de fato, do auxílio. O gasto com essa faixa correspondia a R$ 1,2 milhão ao mês. Para corrigir a distorção e conceder o benefício a quem realmente necessita, o programa passa por uma reformulação.

Entre as mudanças, as famílias beneficiárias passarão a receber a suplementação do DF Sem Miséria como complemento ao valor pago pelo Bolsa Família, desde que atendam aos critérios de elegibilidade. Para isso, o GDF vai complementar em média R$ 100,00 o benefício pago pelo governo federal. Com esse valor, as pessoas poderão comprar o alimento no comércio de sua preferência e mais perto de casa. É o fim das filas de espera para a retirada dos produtos.

A medida faz parte do DF Sem Miséria. Os fornecedores de leite dos programas serão redirecionados para outras ações do governo. Instituições filantrópicas credenciadas, como creches e asilos, além de escolas públicas poderão receber o alimento.

Cadastro - As famílias que recebem os benefícios do Nosso Pão, Nosso Leite podem se cadastrar junto à Secretaria de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda (Sedest) pelo telefone 156 opção 5 para continuarem a receber o auxílio pago por meio do Bolsa Família.

As alterações foram anunciadas nesta terça-feira (29/5) em entrevista, no Palácio do Buriti, concedida pelos secretários de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda (Sedest), Daniel Seidel, de Agricultura e Desenvolvimento Rural, Lúcio Taveira Valadão, e de Comunicação Social, Samanta Sallum.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade