Publicidade

Estado de Minas

Família de menino que morreu por suspeita de erro médico faz manifestação


postado em 20/09/2012 21:17 / atualizado em 20/09/2012 21:27

Família do menino Gustavo Reis, que morreu por suspeita de negligência médica, faz manifestação em frente ao hospital particular São Francisco, em Ceilândia. Com cartazes e fotos da criança de 2 anos e 10 meses em mãos, parentes pedem por justiça.

Gustavo chegou ao hospital com febre alta e vômito no início da semana. Segundo a mãe do garoto, assim que a internação foi autorizada, as enfermeiras aplicaram soro e dipirona na criança. A polícia desconfia que o garoto era alérgico ao medicamento. A polícia investiga o caso.

Confira a reportagem da TV Brasília:

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade