Publicidade

Estado de Minas

Jaqueline Roriz é a primeira a depor em audiência da Caixa de Pandora


postado em 16/10/2012 15:09 / atualizado em 16/10/2012 16:15

A deputada federal afirmou em depoimento no Tribunal de Justiça do Duistrito Federal e Territórios (TJDFT) que fazia parte da base de apoio do ex-governador José Roberto Arruda, mas com "certa dificuldade e bastante independência".

Jaqueline disse que ao integrar a base de apoio de Arruda pôde indicar o administrador de Samambaia, além de mais de 20 pessoas no governo. A deputada informou que não tinha relação com o ex-governador durante a campanha, pois já tinha formalizado apoio a Maria de Lourdes Abadia.

No fim do depoimento, a deputada afirmou que "as escolhas políticas que fez foram independentes da influência do pai". Jaqueline é filha do ex-governador do DF Joaquim Roriz.

(foto: Edílson Rodrigues/ CB/ D.A. Press)
(foto: Edílson Rodrigues/ CB/ D.A. Press)


José Roberto Arruda e Durval Barbosa também deve prestar depoimento nesta tarde, na 2ª Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT). Arruda é acusado pelo Ministério Público de improbidade administrativa no suposto esquema de corrupção que ficou conhecido como mensalão do DEM.

Leia mais informações em Cidades - DF

O depoimento dos réus deveria ter sido prestado em 30/08, mas Jaqueline e Arruda não compareceram a sessão. Segundo os advogados de defesa dos réus, havia trechos dos autos que não estavam disponíveis aos acusados.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade