Publicidade

Correio Braziliense

Pelo Facebook, Ellen Oléria denuncia que teria sofrido discriminação

A brasiliense contou, pelo Facebook, que o caso envolveu o aluguel de um apartamento na Asa Norte


postado em 07/04/2013 16:25 / atualizado em 08/04/2013 15:47

A cantora Ellen Oléria denunciou, neste domingo (7/4) pelo Facebook, que teria sofrido uma suposta discriminação. Pela rede social, a brasiliense contou que, durante uma visita para alugar um apartamento na 208 Norte, o proprietário teria questionado como ela iria pagar o aluguel e feito uma série de perguntas com um "tom duvidoso e com olhar inquisitor".


Ellen Oléria e a namorada Poliana Martins(foto: Edílson Rodrigues/CB/D.A Press)
Ellen Oléria e a namorada Poliana Martins (foto: Edílson Rodrigues/CB/D.A Press)


Primeiro, ele teria questionado em nome de quem iria ser feito o contrato de aluguel. A cantora respondeu que seria no nome dela. Após isso, ainda de acordo com o relato de Ellen, o homem perguntou como seria o pagamento. "E como vai pagar? Por que você tem um problema de renda, né?", contou a cantora pela rede social.

Leia mais notícias em Cidades

De acordo com Ellen, depois de 21 horas do encontro, o dono do imóvel sequer olhou os documentos que seriam apresentados por ela alegando que o imóvel já estava ocupado.

No relato, Ellen Oléria não deixa claro que tipo de discriminação teria sofrido. Mas, a vencedora do The Voice Brasil escreveu ao fim do post: "Como vocês chamam isso?", questionando os usuários da rede social. O Correio entrou em contato com a cantora, mas ela disse, por meio da assessoria de imprensa, que não irá se pronunciar sobre o assunto.

Em menos de quatro horas da criação do post, mais de 1.330 pessoas curtiram a atualização e mais de 420 compartilharam. Os usuários da rede social apoiaram Ellen e classificaram o caso como preconceito.

Confira a íntegra da atualização

"ontem vi um apartamento numa área considerada nobre em brasília. quadra 208 da asa norte.
minha intenção era aluga-lo.
a faixa de aluga-se era bem grande.
durante a visita o proprietário olhou pra mim e depois de estudar a mim e à minha companheira nos revistando com seu olhar inquisidor questionou, ainda duvidoso, "vai ser em nome de quem?"
"em meu nome" respondi.
"e como vai pagar? pq vc tem um problema de renda, né?" "com dinheiro. trago pro senhor os papéis necessários em qualquer certame como esse para comprovar o que quer que o senhor necessite saber sobre mim".
vinte e uma horas depois do contato, ele negou sequer olhar os documentos alegando que o imóvel já estava ocupado.
como vcs chamam isso?"

 

Confira a reportagem da TV Brasília

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade