Publicidade

Correio Braziliense

Vazamento de gás tóxico interdita empresa de alumínios em Taguatinga

Seis pessoas foram levadas para o Hospital Regional de Taguatinga (HRT) por precaução


postado em 09/04/2013 18:05 / atualizado em 10/04/2013 14:50

Os bombeiros isolaram a área e aguardam a chegada de uma viatura especializada para resolver o problema(foto: Breno Fortes/CB)
Os bombeiros isolaram a área e aguardam a chegada de uma viatura especializada para resolver o problema (foto: Breno Fortes/CB)


Um vazamento de fosfeto de alumínio, um material inflamável em contato com a água, interditou uma fábrica de reciclagem de latas de alumínio, na quadra CSG 5, em Taguatinga Sul, na tarde desta terça-feira (9/4).

O incidente ocorreu por volta das 13 horas, mas o Corpo de Bombeiros só foi chamado no fim da tarde. Seis pessoas foram levadas para o Hospital Regional de Taguatinga (HRT) por precaução, mas o estado de saúde das vítimas é estável.

Leia mais notícias em Cidades

Segundo funcionários da fábrica, que preferiram não se identificar, o responsável por fazer a seleção do fosfeto recebeu um recipiente semelhante a uma lata de tinta. Ao abrir o recipiente, um vapor saiu de dentro dele e o funcionário desmaiou.
 
Quando o vazamento começou, um outro funcionário que estava no local guardou a lata em um tonel fechado e os empregados continuaram trabalhando normalmente.  Por volta das 17h, o Corpo de Bombeiros foi chamado e, com isso, isolaram a área em um raio de aproximadamente 50 metros.

O Corpo de Bombeiros está fazendo a retirada do material com equipamentos adequados para que não haja contaminação com o produto(foto: Breno Fortes/CB)
O Corpo de Bombeiros está fazendo a retirada do material com equipamentos adequados para que não haja contaminação com o produto (foto: Breno Fortes/CB)


O Corpo de Bombeiros está fazendo a retirada do material com equipamentos adequados para que não haja contaminação. A empresa de reciclagem é de São Paulo. Não há risco de explosão.

Com informações de Luiz Calcagno
 
Confira a reportagem da TV Brasília
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade