Publicidade

Estado de Minas

Deputado Agaciel Maia (PTC) é denunciado por crime ambiental no DF

Ação Penal do Ministério Público relata que mansão do distrital, no Lago Sul, foi multiplicada em 10 vezes, com construções como piscina, deck, sistema de aquecimento solar e parte do campo de futebol dentro de uma Área de Preservação Permanente


postado em 04/09/2013 06:00

Fachada da casa do político: Justiça quer que agressão à natureza seja remediada o mais rápido possível(foto: Fotos: Breno Fortes/CB/D.A Press)
Fachada da casa do político: Justiça quer que agressão à natureza seja remediada o mais rápido possível (foto: Fotos: Breno Fortes/CB/D.A Press)

 

Vice-presidente da Câmara Legislativa, o deputado Agaciel Maia (PTC) foi denunciado por crime ambiental, pela Procuradoria-geral de Justiça do DF. Ele é acusado de aumentar as instalações da propriedade que possui no Lago Sul invadindo 10 mil m², numa Área de Preservação Permanente (APP).

Segundo a acusação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), construções de ampliação feitas desde que o parlamentar adquiriu a mansão, em 2001, causaram impacto na Área de Preservação Ambiental (APA) do Lago Paranoá, vizinha ao imóvel. O pedido, datado de 29 de agosto, é assinado pela procuradora-geral de Justiça do DF e dos Territórios em exercício, Zenaide Martins, e foi encaminhado ao Conselho Especial do Tribunal de Justiça do DF e dos Territórios (TJDFT). O desembargador João Timóteo de Oliveira é o relator do caso.

Leia mais notícias em Cidades


O MP exige que o dano seja sanado imediatamente. A mulher de Agaciel, Sanzia Erinalva do Lago Cruz Maia, também foi denunciada. O caso foi investigado pela Delegacia do Meio Ambiente (DEMA) do DF e o inquérito é a base da denúncia.

A matéria completa está disponível aqui para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade