Publicidade

Estado de Minas

Trabalhadores do Restaurante Universitário da UnB fazem paralisação

O sindicato e a reitoria da UnB se reuniram na manhã desta terça-feira (5/11) e decidiram continuar a greve por tempo indeterminado


postado em 05/11/2013 10:04 / atualizado em 05/11/2013 13:25

Os funcionários do Restaurante Universitário (RU) da Universidade de Brasília (UnB) estão em greve por tempo indeterminado desde segunda-feira (4/11). O estabelecimento está fechado. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Fundação UnB (Sintfub), a paralisação é uma resposta à demissão de 136 trabalhadores terceirizados da empresa Planalto Service, que presta serviço ao restaurante.

A categoria é contra a mudança que a UnB quer fazer no RU. Hoje, o serviço do restaurante é organizado por quatro empresas terceirizadas, além de haver um pregão eletrônico para a compra de alimentos. Um novo contrato, em processo de licitação, prevê que uma empresa arque com todos os serviços.

De acordo com o Sintfub, foi pedida a rescisão do contrato entre a UnB e a Planalto Service para o próximo dia 29. Com isso, haverá demissão coletiva dos trabalhadores, que receberam aviso prévio na última quarta-feira (30/10). O sindicato informou que o contrato com a Planalto Service vai valer até setembro de 2014.

Leia mais notícias em Cidades

Em nota, a UnB afirma que o contrato com a empresa está em vigor, e que a universidade está tomando providências para a regularização dos serviços do restaurante. A UnB ressaltou que não há pendências com a contratada.

De acordo com o coordenador do Sintfub, Antonio César Guedes, o sindicato se reuniu na manhã desta terça-feira (5/11) com a reitoria e decidiu permancer com a paralisação, já que a UnB estabeleceu que vai continuar com o novo contrato e que demitirá os funcionários.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade