Publicidade

Estado de Minas

Rolezinho no Gama Shopping acaba em confusão com a polícia; local é fechado

Um adolescente teria jogado spray de pimenta nos olhos de uma funcionária, afirmou uma vendedora


postado em 25/01/2014 18:59 / atualizado em 25/01/2014 21:32

Clientes e funcionários ficaram presos dentro do shopping aguardando a liberação do local(foto: Reprodução/Instagram/@jrbailla)
Clientes e funcionários ficaram presos dentro do shopping aguardando a liberação do local (foto: Reprodução/Instagram/@jrbailla)


O movimento “rolezinho” marcado para este sábado (25/1) em vários shoppings do DF causou confusão no Gama Shopping, localizado no Setor Central da cidade. Brigas e confusão foram registradas por funcionários.

Às 16h, jovens começaram a chegar em frente ao shopping e formaram um grupo entre 300 e 400 pessoas, de acordo com a administração local. Logo depois os rolezeiros invadiram. Os seguranças particulares não conseguiram conter o tumulto e a polícia foi chamada.

Segundo a administração do shopping, na hora da confusão havia aproximadamente 500 clientes no local. “Alguns adolescentes bateram nos vidros das lojas. Eles saíram correndo dentro do shopping, gritando e cantando músicas”, disse Jéssica Rayana, vendedora. "Um jovem jogou spray de pimenta nos olhos de uma funcionária", completou.

Parte dos rolezeiros relutou em sair do shopping. Houve confusão e briga entre a polícia e os adolescentes, segundo testemunhas. Minutos depois, a polícia conseguiu deixar a situação mais tranquila. No entanto, os funcionários e clientes continuaram dentro do estabelecimento. Por volta de 18h30 a administração do Gama Shopping comunicou o fechamento antecipado e liberou as pessoas que ainda estavam no local.

A confusão tomou conta do shopping no momento da invasão. Lojistas fecharam as portas às pressas, clientes tentaram entrar para se proteger, outros correram para fora do local. A administração do Gama Shopping cobrou mais apoio da segurança pública. Ninguém foi preso e não houve danos ao patrimônio. A assessoria de imprensa da Polícia Militar do DF informou que não tiveram registros de ocorrências e que se houve problema interno a responsabilidade é do shopping. No entanto, confirmou que ajudou a controlar o tumulto.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade