Publicidade

Estado de Minas

Quinteto de cordas austríaco encanta pacientes no Hospital da Criança

Ex-miss, violinista chama a atenção da meninada


postado em 30/01/2014 06:05

Depois de tocar com o grupo, Celine fez uma apresentação solo de violino elétrico: esforço para não ser reconhecida apenas como uma mulher bonita(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Depois de tocar com o grupo, Celine fez uma apresentação solo de violino elétrico: esforço para não ser reconhecida apenas como uma mulher bonita (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

 

Construído para proporcionar aos pacientes apresentações culturais, o saguão principal do Hospital da Criança de Brasília recebeu ontem um grupo que propôs uma atividade diferente das tradicionais peças de teatro, brincadeiras e contação de histórias. O encanto de crianças e adultos ficou por conta do quinteto de cordas Ensemble Kaleidoskop (veja quadro), um dos grupos mais populares de música de concerto da Áustria, que executou famosas valsas vienenses, além de polcas e canções tradicionais da região europeia.

Leia mais notícias em Cidades


O esforço dos funcionários da unidade foi tanto que até mesmo alguns pequenos pacientes da área de internação foram levados ao local para integrar a plateia. Os pais, radiantes, também conseguiram um respiro do dia a dia difícil de tratamento dos filhos ao som de violinos, viola, violoncelo e contrabaixo. Além da música, chamou a atenção de muitas crianças a simpatia e o talento da violinista Celine Roscheck, 30 anos. Depois de tocar peças clássicas com os quatro companheiros de orquestra, ela fez uma apresentação solo de violino elétrico: uma combinação do som tradicional do instrumento com batidas eletrônicas. “É muito diferente, porque é uma música moderna, popular. As pessoas gostam porque é mais acessível. O clássico pode ser um pouco complicado”, comentou Celine.

Além do talento artístico, ela ficou mundialmente conhecida depois de vencer o concurso Miss Áustria em 2002. Mas a violinista não quer ser lembrada apenas por ser uma bela mulher. Celine começou o contato com música clássica aos 5 anos e, aos 18, passou a ter aulas no Conservatório de Viena. E, mesmo tendo experiência com todo tipo de público, ontem ela tocou pela primeira vez em um hospital. Animada, ela não se intimidou com os olhos curiosos do público infantil: professora de violino de crianças pequenas, ela adora interagir com meninos e meninas. “A apresentação foi muito boa, eles são muito doces”, destacou.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade