Publicidade

Estado de Minas

Escolas da elite do carnaval do DF desfilam na Passarela da Alegria

Agremiações como Unidos da Vila Planalto, Aruc, Mocidade do Gama e Águia Imperial se apresentam no centro de Brasília


postado em 04/03/2014 20:04 / atualizado em 05/03/2014 02:59

-->

Águia Imperial de Ceilândia(foto: Ed Alves/CB/DA Press)
Águia Imperial de Ceilândia (foto: Ed Alves/CB/DA Press)


A Águia Imperial de Ceilândia, última escola do grupo especial a desfilar na Passarela da Alegria, na madrugada desta quarta-feira (5/3) entrou na avenida por volta de 2h30. Os estados do Nordeste foram o tema da agremiação, que teve como samba-enredo O Nordeste e o folclore estarão na Avenida. Com 17 alas e 4 alegorias, a escola levou o público a uma viagem por diversas tradições musicais e culturais nordestinas.

Na comissão de frente, a agremiação trouxe um boi bumbá, uma ala só de capoeiristas e uma bateria de cangaceiros.


Mocidade do Gama(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Mocidade do Gama (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)


Penúltima escola a se apresentar na Passarela da Alegria, a Mocidade do Gama contou com 14 alas. O grupo contou a história das máscaras, desde a origem, no antigo Egito, até a atualidade. O enredo montado para representar o tema foi A Mocidade do Gama mostra a cara e tira as máscaras do Carnaval.  A agremiação teve 800 componentes e foi fundada em 1985. Em 2005, o grupo ficou em primeiro lugar no grupo especial.

"Nossa expectativa era enorme! Trabalhamos muito para estar aqui hoje. E falar de máscara é um tema muito atual. Nós viemos representando a fantasia pierrot, colombina, os super heróis, entre outros", disse o mestre sala da escola, Elizete Santos.

Um dos carros quebrou enquanto ainda estava na avenida. Houve problema em uma das rodas. O desfile da mocidade do gama encantou a todos. Na comissão de frente da escola, integrantes vestidos de múmias entraram em uma pirâmide e sairam pessoas fantasiadas de faraós.

Escola Bola Preta de Sobradinho(foto: Ed Alves/CB/DA Press)
Escola Bola Preta de Sobradinho (foto: Ed Alves/CB/DA Press)


Bola Preta completa 40 anos
A Bola Preta de Sobradinho entrou por volta das 23h40 na Passarela da Alegria. A escola, que completa 40 anos em 2014, levou à avenida o enredo Quilombo das Palavras - o canto livre no reino dos lusófonos, em que são abordados os países de língua portuguesa. Foram colocados em destaque o Timor Leste, Guiné-Bissau e Angola. A agremiação teve 1,1 mil componentes e foi a quarta da noite a desfilar.

A Acadêmicos da Asa Norte contou com 950 componentes(foto: Ed Alves/CB/DA Press)
A Acadêmicos da Asa Norte contou com 950 componentes (foto: Ed Alves/CB/DA Press)


Em busca do tri
A Acadêmicos da Asa Norte fez um belo desfile com o enredo Asa Norte traz a Bahia, Tenda dos Milagres de Jorge Amado. Um dos pontos alto da apresentação foi a saída de um capoeirista de dentro do livro que faz referência ao enredo, na comissão de frente da escola. A escola foi a campeã dos últimos dois carnavais e quer conquistar o tricampeonato ressaltando a luta contra o preconceito e exaltando as religiões brasileiras. A agremiação entrou na avenida com 950 componentes e três carros alegóricos.

O diretor de harmonia da Acadêmicos, Wallace Palhares, estava bastante confiante. “Investimento muito, temos profissionais de muita qualidade, então vamos atrás do terceiro campeonato”, afirmou o diretor.

O governador Agnelo Queiroz esteve na Passarela e disse que o carnaval de Brasília está cada vez mais participativo e que a estrutura preparada na avenida favorece os desfiles. “Este ano também vimos o fortalecimento dos blocos e das cidades, descentralizando nosso carnaval e construindo uma marca local forte”, afirmou Agnelo. O governador comentou também que a proliferação do carnaval estimula o interesse do setor privado.

Aruc levantou o público da Passarela da Alegria(foto: Ed Alves/CB/DA Press)
Aruc levantou o público da Passarela da Alegria (foto: Ed Alves/CB/DA Press)


Aruc na avenida
Campeã por 31 vezes do carnaval candango, a Unidos do Cruzeiro (Aruc) deu início por volta das 21h15 ao seu desfile em busca de reconquistar o título, perdido nos últimos dois anos. Com 1,2 mil integrantes divididos em 25 alas, a escola, que foi fundada há 54 anos, levou este ano à avenida o samba-enredo Minha jangada vai sair para o mar. O tema foi uma homenagem ao compositor baiano Dorival Caymmi, que neste ano, completaria seu centenário.

"A palavra de hoje é a reconquista. Estamos a dois anos sem ganhar e isso é raro para a Aruc. Temos um samba-enredo forte e trabalhamos com afinco para apresentar um espetáculo de beleza e alegria, padrão Aruc", disse o diretor cultural da escola, Rafael Fernandes.

Unidos da Vila Planalto estreia no Bloco Especial(foto: Ed Alves/CB/DA Press)
Unidos da Vila Planalto estreia no Bloco Especial (foto: Ed Alves/CB/DA Press)


Vila Planalto abre a noite
A União da Vila Planalto foi a primeira escola a abrir a última noite de desfiles na Passarela da Avenida. A escola entrou na avenida para tentar sair campeã um ano depois de vencer as concorrentes no grupo de acesso e subir para o Grupo Especial. Com 780 integrantes e quatro carros alegóricos, esta foi a primeira vez que a agremiação desfilou entre as principais do DF. “A gente quer que a Unidos fique entre as três primeiras. Viemos para competir. O coração está saindo pela boca!” disse, empolgada, a estudante Izabelle Maria dos Santos, de 18 anos, moradora da Vila Planalto, que faz parte da comissão de frente da escola.

O enredo deste ano Há Hai! Segura a Marimba! A vila traz Aroldo Melodia, foi interpretado pelo filho do sambista homenageado, Ito Melodia. Carioca, Aroldo morreu em 2008 e fez parte da escola União da Ilha, que foi, inclusive, inspiração para o surgimento da União da Vila Planalto.

"Ito diretamente do Rio é só animação para contribuir com a escola", disse o presidente da agremiação, Edivaldo José dos Santos.

No entanto, a escola teve problemas logo no início da apresentação. Um imprevisto no volante do carro abre-alas impediu que a alegoria entrasse na avenida.

A estimativa da Polícia Militar é a de que 7 mil pessoas estiveram na Passarela da Alegria nesta terça-feira.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade