Publicidade

Estado de Minas

Leitores do Correio participam da construção da notícia pelo WhatsApp

Basta instalar o programa no smartphone e registrar o número (61) 9256-3846


postado em 11/06/2014 06:05 / atualizado em 11/06/2014 07:16



Leitores do Correio Braziliense ganharam mais uma ferramenta para interagir com o jornal e sugerir pautas. Desde domingo (8/6), a redação conta com um número de celular para receber mensagens pela rede social móvel WhatsApp. Basta instalar o programa no smartphone e registrar o número (61) 9256-3846 à lista de contatos para acionar a equipe. Ao se deparar com um fato inusitado ou grave que possa virar tema de reportagem, o leitor registra tudo e envia o que testemunhou por foto, vídeo, áudio e texto. A sugestão será avaliada e apurada pelos jornalistas e fotógrafos de plantão.

A instalação do WhatsApp é gratuita e está disponível para usuários do sistema operacional iOS, pela iTunes App Store, e também do Android, pelo Google Play. É necessário que o aparelho esteja conectado à internet, tanto para o download quanto para o envio das mensagens. Com o telefone conectado e o programa em funcionamento, basta interagir com a equipe do Correio.

Leia mais notícias em Cidades


O jornal já fez reportagens a partir das sugestões de leitores com uso do aplicativo. Na segunda-feira, Carlos Rodrigues enviou um vídeo denunciando a precariedade do asfalto na QSC 26 de Taguatinga Sul, que fica entre a Avenida Samdu Sul e o Parque Ecológico Saburo Onoyama. Jornalistas acionaram a administração regional da cidade que, por meio da assessoria de imprensa, respondeu que está recapeando a região e, em breve, as máquinas chegarão ao endereço denunciado.

É importante lembrar que a redação não enviará notícias por meio do WhatsApp, e o número para contatar a reportagem por meio da rede social será exclusivo para a troca de mensagens relacionadas às pautas enviadas. Ligações não serão atendidas.

Para o editor do caderno Super Esportes e do site do Correio, Alexandre Botão, a iniciativa permite que leitores se conectem ao jornal de qualquer lugar. “Não existe nenhum outro meio de comunicação que tenha se disseminado mais rapidamente que a telefonia móvel. O jornal, como parte integrante da sociedade, não poderia deixar de estar presente nessa rede. É para isso que o novo canal serve. Conectamos o Correio aos leitores onde quer que eles estejam”, explicou. (LC)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade