Publicidade

Estado de Minas

Manifestação contra gastos da Copa movimenta região central da cidade

Grupo protesta no primeiro dia de jogo no Mané Garrincha


postado em 15/06/2014 12:23 / atualizado em 16/06/2014 14:44

Manifestantes na Rodoviária do Plano piloto(foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)
Manifestantes na Rodoviária do Plano piloto (foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)


Cerca de 100 pessoas protestaram contra o dinheiro investido na Copa do Mundo, na região central de Brasília, neste domingo (15/6). O grupo se concentrou na Rodoviária do Plano Piloto e seguiu pela via N1. Estavam no protesto membros do Comitê Popular da Copa e integrantes do Sinasefe, sindicato Nacional que representa os servidores docentes e técnicos da Rede Federal de Educação Básica, Técnica e Tecnológica. Eles reivindicaram mais investimentos em outras áreas sociais como saúde, educação e segurança.

Os manifestantes levantaram uma faixa do Sinasefe, mas a polícia pediu a retirada após uma negociação. Eles tentaram ir ao Estádio Nacional, mas foram barrados pela PM e eles acabaram ficando apenas perto da W3 Norte. Os manifestantes garantiram que não haverá enfrentamento, porém a calvalaria da PM já está posicionada para evitar conflitos.

faixa retirada da manifestação a pedido da PM(foto: Maryna Lacerda/Esp.CB/D.A Press)
faixa retirada da manifestação a pedido da PM (foto: Maryna Lacerda/Esp.CB/D.A Press)


Os dois grupos resolveram se unir para manifestar contra o Mundial, já que, segundo os organizadores, o comitê engloba a vários movimentos."As manifestações são temáticas, a de hoje o protagonismo é dos servidores públicos, da educação e da saúde", justificou Thiago Ávila, um dos membros do Comitê Popular da Copa.

Os membros do Sinasefe além de reivindicarem mais investimentos em outras áreas sociais do país também pedem a revisão de algumas questões trabalhistas como o data base e 10% do PIB para serem investidos a educação. Eles estão em greve desde o dia 21 de abril.

Com informações de Maryna Lacerda.

Assista à reportagem da TV Brasília



Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade