Publicidade

Estado de Minas

TRT determina que empregados grevistas da Caesb voltem ao trabalho

Caso a ordem não seja cumprida, os trabalhadores estarão sujeitos a uma multa diária de R$ 100 mil


postado em 01/07/2014 20:44

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 10ª Região decidiu nesta terça-feira (1/7) que os empregados em greve da Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) retornem imediatamente ao trabalho. Caso a ordem não seja cumprida, os trabalhadores estarão sujeitos a uma multa diária de R$ 100 mil.


Os desembargadores da 1ª Seção Especializada do TRT, no entanto, interpretaram que não há “abusividade da greve deflagrada pela categoria”, mas fixaram que, em razão do não andamento das negociações, é preciso assegurar a saúde pública e o interesse maior da população. Assim, os magistrados determinaram a compensação dos dias não trabalhados. A paralisação dos empregados da Caesb já dura 44 dias.

Leia mais notícias em Política

Na decisão, o TRT também estabeleceu a manutenção dos valores salariais estabelecidos em 2012, durante o último acordo feito junto à categoria. A classe reivindica reajuste salarial de 18%, mas, após inúmeras rodadas de negociação, não houve acordo entre a companhia e o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Purificação e Distribuição de Água em Serviços de Esgotos do Distrito Federal (Sindágua).

No último dia 6, houve uma audiência de conciliação, mas as partes não chegaram a um acordo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade