Publicidade

Estado de Minas

Ex-secretários e dirigentes estão entre os conselheiros de campanha no DF

A função é ajudar da articulação política aos discursos


postado em 28/07/2014 06:03

Hélio Doyle já trabalhou com Cristovam Buarque, Maria de Lourdes Abadia e Joaquim Roriz(foto: Adauto Cruz/CB/D.A Press - 17/1/08)
Hélio Doyle já trabalhou com Cristovam Buarque, Maria de Lourdes Abadia e Joaquim Roriz (foto: Adauto Cruz/CB/D.A Press - 17/1/08)

Traçar rumos, definir estratégias, avaliar a receptividade dos discursos e das propostas. Antes de tomar qualquer decisão, os candidatos ao Governo do Distrito Federal (GDF) costumam escutar a opinião dos assessores mais próximos, de companheiros políticos — aqueles que, de fato, têm voz ativa na campanha e a confiança do líder. Alguns são aliados históricos, outros são especialistas em eleição e foram contratados exclusivamente para esse período. Todos os candidatos, entretanto, escolheram como peça-chave para fazer a campanha acontecer pessoas de longa convivência política e pessoal.

Leia mais notícias em Cidades

O coordenador-geral da candidatura de Rodrigo Rollemberg (PSB) é o jornalista Hélio Doyle. Ele tem vasta experiência na política, esteve à frente das campanhas vitoriosas de Cristovam Buarque, em 1994, e de Joaquim Roriz, em 2002, e foi secretário de Governo do GDF em 1995 e 1996. No cotidiano da campanha socialista, a maioria das decisões passa por ele. Devido à formação e à experiência profissional, tem ainda mais influência quando o assunto é a comunicação da campanha.

Negociações


As articulações políticas e a relação com os candidatos proporcionais e com a militância ficam por conta do presidente regional do PSB, Marcos Dantas. Importante no processo de formação da coligação, teve função fundamental nas negociações com os demais partidos que formam a aliança, o PSD e o Solidariedade. Quando o assunto são as demandas da população e as propostas para resolvê-las, o responsável pelo plano de governo, o professor da Universidade de Brasília (UnB) Paulo Salles ganha a atenção especial do atual senador. No círculo mais próximo de Rollemberg também estão Paulo de Tarso e Marcelo Dourado.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade