Publicidade

Estado de Minas POLÊMICA

OAB pedirá punição ao candidato a deputado federal Matheus Satlher

Defensor da criação do kit macho, o advogado e aspirante a político terá de dar explicações aos seus pares


postado em 23/08/2014 16:20 / atualizado em 25/08/2014 21:20

A Comissão Nacional da Diversidade Sexual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) entrará com três representações contra o candidato a deputado federal Matheus Sathler (PSDB). Defensor do polêmico projeto de criação do kit macho -para ensinar menino a gostar somente de menina- o aspirante a político e advogado será obrigado a dar explicações aos seus pares.

A presidente da Comissão, Maria Berenice Dias, explicou que um dos processos será dirigido ao Ministério Público. Segundo ela, Sathler praticou crimes de injúria e difamação contra a população LGBT. Um segundo procedimento será aberto na própria OAB a fim de apurar o possível descumprimento do código de ética da entidade. Por último, a Comissão vai pedir que a Justiça Eleitoral retire de circulação todas as propagandas homofóbicas do candidato tucano. "É importante que ele seja punido de alguma forma, até para servir de exemplo para outros eventuais candidatos homofóbicos. O Congresso Nacional não pode ter em seus quadros um representante preconceituoso como esse”, afirmou Maria Berenice.

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade