Publicidade

Estado de Minas

Projeto Maria da Penha vai às Escolas tem avaliação positiva

Primeiro encontro de avaliação analisa pesquisa de opinião e define próximos pontos a serem visitados


postado em 04/10/2014 10:44 / atualizado em 04/10/2014 10:53

O projeto Maria da Penha Vai à Escola, criado pelo Centro Judiciário da Mulher do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDF), realizou, na última sexta-feira (3/10), o primeiro encontro de avaliação.

Avaliar a capacitação dos 40 orientadores educacionais de Ceilândia, sugerir mudanças e analisar a pesquisa de opinião realizada entre os participantes eram os objetivos da reunião, que aconteceu no Fórum do Núcleo Bandeirante, e reuniu juízes e representantes do Centro Judiciário da Mulher, do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflito (Nupecon), da Subsecretaria de Políticas para as Mulheres do GDF e da rede pública de ensino.

Durante o encontro, o início do projeto foi considerado positivo. A capacitação dos profissionais envolvidos consiste na primeira etapa para a implantação do projeto, que busca socializar conhecimento e coibir a violência doméstica e familiar, realizando os encaminhamentos necessários.

A criação do projeto foi embasada em uma pesquisa realizada pela Subsecretaria de Políticas para as Mulheres da Secretaria de Mulher do GDF na qual 97% dos entrevistados considerou importante que a Lei Maria da Penha seja abordada nas escolas.

Nas próximas etapas do projeto, coordenadores, professores e alunos da rede pública de ensino de Ceilândia, serão contemplados. O próximo treinamento ocorre no dia 10 de outubro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade