Publicidade

Estado de Minas

Empresa interrompe fornecimento de alimentação em hospitais

Governo R$ 23 mi à Sanoli Indústria e Comércio de Alimentação Ltda


postado em 05/12/2014 09:33 / atualizado em 05/12/2014 17:25

A empresa Sanoli – Indústria e Comércio de Alimentação Ltda, que atende a rede pública de Saúde do Distrito Federal e é responsável pela alimentação dos funcionários, pacientes e acompanhantes, informou que suspenderá, novamente, o fornecimento da alimentação a partir desta sexta-feira (5/12).

O Correio teve acesso ao comunicado da empresa, emitido nesta quinta-feira, onde a empresa avisa do risco “iminente de paralisação dos funcionários.” O motivo é o atraso no pagamento do serviço por parte do Governo do Distrito Federal (GDF).

“Fomos pegos de surpresa hoje pela manhã. Ontem, tivemos janta, mas, agora de manhã, não teve café. Para poder comer, só comprando nos quiosques que ficam próximos. Quem não tem condições de comprar, no caso dos acompanhantes, precisam esperar as entregas solidárias de comida”, contou uma funcionária que prefere não ter o nome revelado.

Leia mais notícias em Cidades

No mês passado, a mesma medida afetou 16 hospitais e cinco Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). Em outubro também houve paralisação e suspensão do serviço, por falta de pagamento. Cerca de 6,5 mil refeições diárias nas unidades da rede pública de saúde deixaram de ser entregues.

Por meio da assessoria de imprensa, a Sanoli explicou que a suspensão das refeições para funcionários e acompanhantes é uma tentativa de manter a refeição para pacientes ainda por algum tempo. Eles informaram que a fatura de outubro está vencida e a de novembro, embora ainda esteja dentro do prazo, também já foi fechada. A dívida do governo com a empresa soma R$ 23 milhões.

A Secretaria de Saúde informou, por meio da assessoria de comunicação, que vem quitando as dívidas com toas as empresas contratadas e que, "até as próximas semanas, todos os fornecedores serão pagos, inclusive a Sanoli". Abaixo, a nota na íntegra.

"A Secretaria de Saúde do DF informa que nos últimos 30 dias vem quitando todas as dívidas com os fornecedores de empresas contratadas. Até o momento, mais de 80 milhões foram pagos seguindo as determinações previstas em lei. É necessário que todos os processos sejam analisados antes de se emitir nota de empenho, e assim realizar os pagamentos. A partir disso, se dão os trâmites legais dos serviços bancários. Cada nota pode levar até três dias para liberação de pagamento. Até as próximas semanas, todos os fornecedores serão pagos, inclusive a Sanoli. A SES está em constante negociação com a empresa para que o débito seja sanado o quanto antes. Contratualmente, a Sanoli deve executar os serviços por um período de 60 dias."

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade