Publicidade

Estado de Minas

Sete superadministradores seguem nos postos por pelo menos mais uma semana

Administradores regionais podem só ser escolhidos no fim do mês. Gestores provisórios reclamam da situação em que encontraram os órgãos


postado em 13/01/2015 06:45 / atualizado em 13/01/2015 07:25

Grupo formado na semana passada pode ser mantido até o fim do mês na chefia das administrações(foto: Ed Alves/CB/D.A Press - 5/1/15)
Grupo formado na semana passada pode ser mantido até o fim do mês na chefia das administrações (foto: Ed Alves/CB/D.A Press - 5/1/15)


Na data do anúncio dos administradores interinos, segunda-feira passada, integrantes do governo trabalhavam para nomear os chefes definitivos das 31 regiões do Distrito Federal até, no máximo, esta semana. Agora, no entanto, a previsão mudou: os temporários devem permanecer à frente das unidades por, no mínimo, mais sete dias. E não está descartada a possibilidade de eles serem mantidos no cargo até o fim do mês, para evitar que as novas nomeações — dos 31 indicados e apadrinhados — entrem na folha salarial de janeiro e causem mais despesas.
 
 
Enquanto os definitivos não são escolhidos, os sete superadministradores fazem um diagnóstico da situação e enfrentam uma série de problemas. O principal deles é a falta de funcionários. Como a maior parte do quadro de pessoal dos órgãos é formada por funções comissionadas — e elas só serão preenchidas quando os definitivos forem oficializados —, existe administração com apenas três servidores.

Mesmo as unidades com maior número de efetivos não escapam dos problemas. Algumas, por exemplo, dão conta de burocracias internas, como a liberação de alvarás e licenças para construções, mas não conseguem dar vencimento a trabalhos externos. Esse ponto é fundamental para o bom funcionamento das cidades, pois são responsáveis por fazer a ponte com a Novacap para recapear vias esburacadas, cortar gramados e podar árvores.


A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade