Publicidade

Estado de Minas

Criança morre em Ceilândia após levar choque enquanto usava o celular

A garota foi submetida à reanimação cardiopulmonar no Hospital Regional de Ceilândia, mas não resistiu


postado em 20/01/2015 12:56 / atualizado em 21/01/2015 15:30

(foto: Leandro Mello/CB/D.A Press)
(foto: Leandro Mello/CB/D.A Press)


Uma garota de 11 anos morreu em Ceilândia após sofrer parada cardiorrespiratória em decorrência de um choque elétrico que recebeu na noite desta segunda-feira (20/1). Segundo relato da família, a criança recebeu o choque enquanto jogava no celular e o aparelho estava conectado à tomada.

De acordo com a Secretária de Saúde do DF, a menina chegou ao Hospital Regional de Ceilândia (HRC) com familiares, recebeu assistência de três pediatras, um clínico cirúrgico e uma clínica médica. Em seguida, foi submetida à reanimação cardiopulmonar por mais de uma hora, mas não resistiu.

Perigo
Em 2013, foi registrado na China o caso de uma mulher que morreu após atender o celular, enquanto o aparelho carregava. Não é aconselhável fazer isso, principalmente se estiver chovendo ou com incidência de raios.

O engenheiro elétrico Antônio Marcos Costa explica o que acontece neste caso. “No momento da chuva é gerada uma descarga atmosférica, que pode chegar à rede elétrica e sobrecarregar o sistema de energia, causando, assim, choque ou até a explosão de aparelhos”, esclarece.

Outra dica é não carregar o celular perto de fontes de calor, como micro-ondas ou televisão. A umidade também pode causar danos ao smarthphone, então evite carregar no banheiro, enquanto o chuveiro estiver ligado ou próximo à pia. É aconselhável ainda, explica Costa, evitar a compra de aparelhos ou baterias falsas, pois eles não recebem o selo de aprovação da Anatel.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade