Publicidade

Estado de Minas

Deputados distritais terão de explicar à Justiça farra da gasolina

O juiz Jansen Fialho quer saber, a pedido do Ministério Público, como os deputados gastam combustível suficiente para dar 41 voltas na Terra


postado em 25/03/2015 08:26

Os deputados distritais terão de explicar à Justiça como e onde gastam tanto dinheiro para rodar o Distrito Federal, a menor unidade da Federação. Apenas em 2013, a Câmara Legislativa torrou R$ 586.876,32 com combustíveis e lubrificantes. Considerando-se o preço da gasolina de hoje, bem mais cara do que há dois anos, o montante seria suficiente para comprar 165 mil litros. Dá para percorrer 1,6 milhão de quilômetros em 12 meses, o equivalente a 41 voltas na circunferência da Terra.

Para o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, esse gasto é exorbitante, ainda mais realizado sem licitação. Hoje os deputados podem escolher em qual posto de gasolina gastar ou simplesmente pegar a nota fiscal para justificar o ressarcimento da despesa.

Leia mais notícias em Cidades

Uma oficial de Justiça bateu ontem no gabinete de cada um dos 24 deputados para intimá-los, a pedido do juiz Jansen Fialho, da 3ª Vara de Fazenda Pública do DF. O promotor de Justiça Ali Taleb Fares pede que a Justiça impeça a Câmara Legislativa de encher o tanque dos carros dos distritais. Se a ação for julgada procedente, os deputados perderão o privilégio de gastar com combustíveis.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade