Publicidade

Estado de Minas

Em Brasília, encontro debate culinária prática e acessível fora de casa

27º Congresso Nacional da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) termina nesta quinta-feira (13/8)


postado em 13/08/2015 06:06 / atualizado em 12/08/2015 23:53

Para Paulo Solmucci, o segredo para conquistar e fidelizar o cliente é descomplicar(foto: Phillippe Acera/Divulgação)
Para Paulo Solmucci, o segredo para conquistar e fidelizar o cliente é descomplicar (foto: Phillippe Acera/Divulgação)

 

Estratégias de marketing, perfil do novo consumidor, tendências mercadológicas e alimentação saudável foram os temas que pautaram o 27º Congresso Nacional da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), que termina na tarde de hoje. Empresários, líderes e chefs de cozinha se reuniram para discutir o setor de alimentação fora de casa. Com base no tema central “A partir das ruas, simplifica Brasil”, a ideia é debater a necessidade de uma culinária mais prática e acessível. A organização estima que cerca de 3 mil pessoas comparecerão ao evento, que ocorre no câmpus da Asa Sul do Centro Universitário Iesb.

Leia mais notícias em Cidades


Na tarde de ontem, o encontro recebeu o diretor de estabelecimentos de uma das maiores empresas de serviços de alimentação e gestão de facilidades do mundo, Alberto Weisser. O tema da palestra foi “Consumidor Millennial — Tendências, comportamento e os desejos de um consumidor em constante mudança”. Weisser falou sobre as características de um consumidor que já nasceu imerso em um mundo de facilidades, onde tudo precisa ser o mais prático possível. “É um tipo de público que possui poder aquisitivo e que deseja comer bem, sempre de uma maneira rápida”, disse. A chef Bela Gil também participou do evento, no painel sobre alimentação saudável.

O presidente executivo da Abrasel, Paulo Solmucci, explica que o objetivo é discutir o Brasil a partir de opiniões que vêm das ruas. “Queremos simplificar tudo, inclusive os pratos pedidos em restaurantes. Estamos muito amarrados por burocracia e regras, seja na hora de comer, seja na hora de empreender”, pontua. Segundo ele, descomplicar a gastronomia é o segredo para conquistar e fidelizar os fregueses. “Os consumidores são presentes e preferem uma alimentação e serviços personalizados. Eles querem participar do processo culinário”, diz.

Na avaliação do chef de cozinha Emerson Mantovani, a programação do evento incentiva uma culinária com traços propriamente brasilienses. “Em Brasília, ainda se vive muito de influências gastronômicas de outras cidades. A ideia aqui é simplificar as preparações, brincando com aspectos e ingredientes regionais”, observa.
Uma das palestras mais esperadas ocorre hoje, às 14h. O chef francês Claude Troisgros falará sobre “O desafio da sucessão familiar”. A apresentação contará com relatos da vida profissional do cozinheiro mundialmente conhecido. Em pauta, estará a rede de restaurantes que ele tem com os dois filhos. O último dia de palestras chega ao fim às 17h45, com a apresentação de Laurent Suaudeau. O assunto será o passado e o futuro da gastronomia brasileira.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade