Publicidade

Estado de Minas

Agentes de custódia da PCDF fazem paralisação nesta segunda-feira

Além da paralisação, o sindicato prepara uma concentração, marcada para às 8h


postado em 06/12/2015 19:40 / atualizado em 06/12/2015 20:50

A partir dessa segunda-feira (7/12), os agentes de custódia da Polícia Civil do DF iniciam uma paralisação prevista para durar 72 horas. Entre os serviços que serão interrompidos nos próximos três dias, estão as audiências de custódia, o transporte de presos das delegacias para a carceragem e as visitas.

Segundo o Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol-DF), a paralisação é uma forma de pressionar Direção Geral da Polícia Civil do DF (PCDF) a cancelar um acordo firmado com o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), que prevê o empréstimo e transferência de 115 agentes policiais de custódia à Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe).Segundo o Sinpol, o acordo foi firmado sem a aprovação da entidade sindical.

Além da paralisação, o sindicato prepara uma concentração, marcada para às 8h dessa segunda-feira (7/12). Os agentes irão se encontrar em frente ao prédio da Direção Geral da PCDF e impedir o acesso de pessoas que cheguem ao local para solicitar os serviços de atendimento prestados pelos agentes.

Procurada pela reportagem, a direção-geral da PCDF informou que a paralisação não vai afetar os serviços de registro de ocorrências, investigações ou perícias. O órgão disse ainda que "serão adotadas as medidas legais pertinentes se houver algum prejuízo aos direitos das pessoas recolhidas na carceragem".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade