Publicidade

Estado de Minas

Louise Ribeiro é enterrada no Campo da Esperança na tarde deste sábado

A vítima foi assassinada na última quinta-feira pelo ex-namorado Vinícius Neres


postado em 12/03/2016 16:36 / atualizado em 12/03/2016 18:45

Com um silêncio profundo, e sob forte chuva, familiares e amigos se despediram de Louise Ribeiro, assassinada na noite de quinta-feira (10/3). O enterro ocorreu por volta das 17h, no Cemitério Campo da Esperança, na Asa Sul. Cerca de 400 pessoas estiveram no local. Entre os presentes, o sentimento era de dor e indignação. 

 

Durante o cortejo fúnebre, um grupo de jovens da igreja Divino Espírito Santo tocou músicas católicas. O velório começou às 12h. Por volta das 12h40, a família de Louise saiu de casa, na Asa Norte, e seguiu para a capela 4. 

 

O pai da estudante estava muito emocionado. Ronald Ribeiro é tenente do Exército e falou sobre a morte da filha e sobre o asassino confesso, Vinícius Neres, 19 anos. "Ela era uma pessoa muito querida como podemos ver pela presença das pessoas aqui no cemitério. Ela era amável, estudiosa, responsável, amava biologia. As vezes me faltam palavras. Externo minha consternação com uma pessoa que não aceita um não como resposta. O respeito que minha filha teve por ele, ele simplesmente não teve com Louise. Ele destruiu a vida dela", desabafou.

 

Ele também comentou a coletiva de imprensa dada por Vinícios no Departamento de Polícia Especializada da Polícia Civil. "Não vi o depoimento (de Vinícius). Até agora não tive forças para isso. Peço a deus que ilumine a todos. E que ilumine também a família dele, que com certeza está sofrendo pelo que ele fez", afirmou."Minha filha teve a infelicidade de cruzar com uma pessoa que não sabia respeitá-la. Que não sabia ouvir não. Isso tudo é um alerta para a Universidade de Brasília (UnB), que precisa reforçar a segurança", completou.

 

Entre os presentes estava Cilene Farias, irmã de Suênia Sousa Farias, assassinada em 2011 pelo ex-namorado Rendrik Vieira Rodrigues, no estacionamento do UniCeub. Cilene foi ao cemitério para prestar solidariedade aos familiares de Louise. “É um dia muito triste, quando tudo vem a tona. A situação de Suênia e de Louise não são diferentes. Ele (Vinícius) fez o mesmo que o Rendrik. Matou e andou com o corpo dela por aí”, desabafou. 

 

O coronel do Exército, e chefe da Comunicação, Ulisses de Mesquita Gomes, também esteve no local para dar apoio a família da jovem. "O Exército brasileiro se solidariza com a família nesse momento. Nessa tragédia. Estamos dando todo o apoio à família, que está muito abalada".

 

Crime brutal

 

O corpo de Louise foi encontrado em um matagal na UnB na manhã dessa sexta-feira (11/3)(foto: Facebook/Divulgação)
O corpo de Louise foi encontrado em um matagal na UnB na manhã dessa sexta-feira (11/3) (foto: Facebook/Divulgação)
 

A estudante Louise Ribeiro, 20 anos, foi encontrada morta na manhã de sexta-feira (11/3). O corpo estava em um matagal próximo ao Instituto de Ciências Biológicas. O ex-namorado Vinícius Neres, 19 anos, confessou o crime e disse que cometeu o ato dentro de um laboratório da Universidade de Brasília. Ele foi preso e está na carceragem da Delegacia de Polícia Especializada do Distrito Federal (DPE).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade