Publicidade

Estado de Minas

Voluntários levam alegria e bicicletas a crianças da Estrutural

Graças ao programa de uma ONG, 29 bicicletas são doadas a uma creche que atende a 127 crianças. Elas poderão ser usadas pela garotada na instituição


postado em 19/03/2016 07:00 / atualizado em 19/03/2016 00:20

Yarlei, ao centro, era um dos mais empolgados com a chegada dos novos brinquedos: voluntários recebem as bikes e as reformam para doação(foto: Carlos Moura/CB/D.A Press)
Yarlei, ao centro, era um dos mais empolgados com a chegada dos novos brinquedos: voluntários recebem as bikes e as reformam para doação (foto: Carlos Moura/CB/D.A Press)


Não é preciso muito espaço, tampouco, tantos brinquedos para fazer a alegria de uma criança. Yarley dos Santos Silva, 5 anos, não conseguia dar as primeiras pedaladas sem o auxílio das rodinhas quando 29 bicicletas chegaram à creche São José Operário, na Estrutural, a 15km do Plano Piloto. O menino se desequilibrou, caiu, perdeu o controle e chamou as “tias”. Resiliente, prosseguiu com as pernadas. O esforço não era teimosia. O garoto não tem bicicleta em casa, assim como a maioria das 127 crianças, entre 3 e 6 anos, assistidas pela creche. Desde ontem, porém, o período de recreação ganhou novo protagonista. A organização não governamental (ONG) Rodas da Paz doou as bikes para a instituição.

Vencer o medo da queda não é fácil. Para estimular, Luís Gustavo Suffert, 46, coordenador do Grupo de Escoteiros Moraes Antas (Gema), parceiro do projeto, propôs uma corrida de tartaruga. Ganharia quem chegasse por último. “Tem que pedalar bem lentamente, não pode colocar o pé no chão”, brincava o líder.

A história das crianças presenteadas ontem esbarra no abandono e nas poucas condições das famílias. A vulnerabilidade social as levou para a creche. “Os pais trabalham no Lixão e muitos deles acompanhavam o serviço. Quando isso não ocorria, ficavam nos barracos com outras crianças”, detalha Poliana Gomes Silva, coordenadora pedagógica da creche. Há nove anos, a instituição recebe meninos e meninas com esse perfil.

Leia mais em Cidades

Ao todo, mais de 4 mil bicicletas passaram por reforma e ganharam novos donos em mais de uma década de projeto. “Começou com um grupo de pedal e poucas bicicletas. Hoje, preferimos doar para instituições por serem mais fáceis a gestão e o uso. É importante mudar a realidade de uma comunidade”, ressalta Raphael Barros, coordenador da Rodas da Paz. No ano passado, 120 bikes foram recuperadas e doadas. Este ano, a ONG distribuiu 60 unidades. A iniciativa recupera os itens com o apoio da Embaixada da Austrália.

A ideia de doar as bikes à Creche São José Operário chegou à instituição por meio da jornalista Aryana Aragão, 34. Ela realizou uma ação no local. “Conheci o projeto nas redes sociais. Pedi ao Raphael para acrescentar o nome da creche na lista. Eles vivem de doações, festas beneficentes e bazares. São crianças carentes que precisam da nossa ajuda”, avalia.
Yarley, com ajuda de uma monitora, aprendeu a pedalar. No fim da recreação, o menino percorria o pátio da instituição com desenvoltura. Fez cara feia quando teve de descer da bicicleta. “Poxa, ‘tia’, agora que eu sei a senhora não vai deixar?”, questionou. Mas ele não precisa se preocupar, segunda-feira a brincadeira continua.

Onde doar?

Asa Norte
Grupo Escoteiro Moraes Antas
SGAN 916 Norte — Área Especial

Taguatinga
Taguacilco
QSA 9 Loja 1

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade