Publicidade

Correio Braziliense

Dia da Liberdade de Impostos vende gasolina a R$ 2,35 em postos do DF

O protesto tem como objetivo mostrar o impacto dos altos tributos na vida dos cidadãos e das empresas brasileiras


postado em 02/06/2016 06:57 / atualizado em 02/06/2016 17:53

(foto: Rodrigo Nunes/Esp. CB/D.A Press - 22/5/16)
(foto: Rodrigo Nunes/Esp. CB/D.A Press - 22/5/16)

A corrida por gasolina mais barata começou cedo nesta manhã de quinta-feira (2/6). No Dia da Liberdade de Impostos do Brasil, dois postos do Distrito Federal estão oferecendo o combustível por R$ 2,35. Com isso, vários motoristas fizeram fila desde a madrugada para abastecer. Nos estabelecimentos onde são praticados os valores mais baratos hoje, o litro do produto sai por cerca de R$ 3,65.

Cada participante só poderá comprar 20 litros, e o pagamento deverá ser feito em dinheiro. A promoção vai durar até que um estoque de 30 mil litros seja vendido.

De acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem do Distrito Federal (CDLJ-DF), que realiza a campanha, dois postos do Eixinho — na 206 Norte e na 210 Sul —, vendem gasolina ao preço que custaria o combustível caso não incidissem tributos distritais e federais e o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e a Prestação de Serviços (ICMS). Além disso, a ação venderá por R$ 34.391,93 um carro que custa R$ 48.190,00 em uma concessionária. A diferença é de R$ 13.798,07.

Leia mais notícias em Cidades

O protesto tem como objetivo mostrar o impacto dos altos tributos na vida dos cidadãos e das empresas brasileiras. A campanha do DLI 2016 tem como tema "Imposto não é brincadeira", e faz alusão ao universo circense. Segundo a CDLJ-DF, narizes de palhaço serão distribuídos nos postos de combustíveis para todos que participarem do protesto. Além disso, balões pretos serão soltos, representando a necessidade da liberdade de impostos no Brasil. Os participantes também poderão comparar o poder de consumo por meio de dois carrinhos de supermercado, o primeiro com impostos e outro sem.

 

Leia mais Brasileiro trabalha 153 dias para pagar impostos 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade