Publicidade

Correio Braziliense

Bombas e armas químicas: treinamento simula ataques terroristas em Brasília

Exército realiza simulações de ataques com agentes químicos no Estádio Mané Garrincha, onde haverá 10 jogos de futebol da Rio-2016. À noite, militares fazem treinamento contra terror no Metrô


postado em 28/07/2016 09:37 / atualizado em 28/07/2016 11:02

A primeira simulação acontece no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, onde serão realizados 10 jogos do torneio olímpico de futebol(foto: Gustavo Moreno/CB/D.A Press)
A primeira simulação acontece no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, onde serão realizados 10 jogos do torneio olímpico de futebol (foto: Gustavo Moreno/CB/D.A Press)
 

Brasília vive um dia de guerra nesta quinta-feira (28). Uma guerra de mentira, mas com muito realismo. Em função dos Jogos Olímpicos, o Exército e integrantes das forças de segurança pública do Distrito Federal realizam operações que simulam diversas formas de ataques terroristas. Além de militares, figurantes fazem as vezes de vítimas.

 

Leia mais notícias em Cidades

 

A primeira simulação acontece no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, onde serão realizados 10 jogos do torneio olímpico de futebol. Na manhã desta quinta, está sendo realizado um treinamento de evacuação de feridos, com a finalidade de coordenar os protocolos operacionais conjuntos em um quadro de acidente químico ou radiológico.

Nesta simulação, após a ocorrência de uma explosão, cada agência, de forma integrada, toma os procedimentos de acolhimento, triagem, descontaminação e evacuação dos feridos, de acordo com os protocolos já estabelecidos.

Metrô

À tarde, a partir das 14h30, haverá uma "operação real" de fiscalização de produtos controlados (explosivos e similares) na BR-060 (Brasília-Goiânia), em Santo Antônio do Descoberto (GO). O Exército montará um posto de fiscalização, em parceria com a Polícia Rodoviária Federal. Serão vistoriados os caminhões de transporte de produtos perigosos, com o apoio de cães farejadores.

A terceira e última atividade do dia está marcada para 22h30, quando os trens já não estarão rodando. Trata-se de um treinamento contra-terror, na Estação de Metrô Central. Contará com as tropas de operações especiais do Exército e da Polícia Militar.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade