Publicidade

Estado de Minas

Polícia Civil investiga morte de bebê por suposto envenenamento

Criança estava internada em hospital particular no Lago Sul. Equipe Médica suspeitou do crime por causa dos sintomas e levou o caso à Delegacia. Laudo deve ser liberado em uma semana


postado em 04/11/2016 22:15 / atualizado em 04/11/2016 22:56

Caso foi encaminhado à Delegacia de Proteção à Criança a ao Adolescente, no complexo da DPE, em Brasília(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Caso foi encaminhado à Delegacia de Proteção à Criança a ao Adolescente, no complexo da DPE, em Brasília (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)


A Polícia Civil investiga a morte de uma menina de um ano e sete meses, na noite de quinta-feira (3/11), às 21h, em um hospital particular do Lago Sul. A criança deu entrada na unidade em 23 de outubro, com insuficiência respiratória. A linha de investigação adotada é de que a criança passou mal após comer um bolo, levantando, assim, à hipótese de envenenamento. 
 
 
O delegado Robson Rui, da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), relatou que, na segunda-feira (31), uma agente social foi à delegacia para registrar a ocorrência. A iniciativa partiu do hospital, que percebeu que os sintomas da menina eram suspeitos. "O envenenamento é apenas uma possibilidade. Estamos dependendo do laudo cadavérico para saber a causa. Pedimos certa urgência e em uma semana deve estar pronto", explicou. Os pais são divorciados. No dia, a criança estava com o pai e a madrasta. 

O enterro ocorreu nesta sexta-feira (4), por esse motivo, as autoridades ainda não ouviram a família. A criança morava no Jardim Ingá, em Luziânia (GO), e foi levada para o hospital por falta de tratamento adequado na região. O crime não será investigado na DPCA, e, sim, na delegacia da cidade. 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade