Publicidade

Estado de Minas

Motoristas de transportes escolares protestam contra atrasos de salários

Funcionários se reuniram em frente à Câmara Legislativa do DF na tarde desta terça-feira (8/11)


postado em 08/11/2016 16:10 / atualizado em 08/11/2016 16:52

Segundo a PM, cerca de 600 pessoas participam da manifestação(foto: Priscilla Rodrigues/Esp. CB/D.A. Press)
Segundo a PM, cerca de 600 pessoas participam da manifestação (foto: Priscilla Rodrigues/Esp. CB/D.A. Press)
 
Pelo menos 600 funcionários de 10 empresas de transporte escolar protestam em frente à Câmara Legislativa, na tarde desta terça-feira (8/11), segundo estimativa da Polícia Militar. As empresas, que prestam serviço ao Governo do Distrito Federal, estão com funcionários parados há mais de uma semana.
 
 
Elas fazem parte da Associação das Empresas de Transporte Escolar de Brasília (Assteb) e cobram uma dívida de aproximadamente R$ 40 milhões, acumulada desde 2014. 

"Recebemos em um mês e fica dois ou três sem receber", reclama  Divaldo Rodrigues, 61 anos. As organizações empregam cerca de 1,6 mil funcionários, e atendem aproximadamente 60 mil alunos, segundo a entidade de classe.
 
(foto: Priscilla Rodrigues/Esp. CB/D.A. Press)
(foto: Priscilla Rodrigues/Esp. CB/D.A. Press)
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade