Publicidade

Correio Braziliense

PM isola Câmara Legislativa em dia de assembleia geral de servidores do GDF

Câmara Legislativa amanheceu com cones nesta quinta-feira (101/11) para o ato unificado de 32 categorias de servidores públicos marcado para às 10h. Os trabalhadores exigem o pagamento da última parcela do reajuste salarial que deveria ter sido pago em outubro


postado em 10/11/2016 09:20 / atualizado em 10/11/2016 09:40

(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
 
Policiais militares isolaram a Câmara Legislativa na manhã desta quinta-feira (10/11) para o ato unificado de 32 categorias de servidores públicos marcado para às 10h. Os trabalhadores exigem o pagamento da última parcela do reajuste salarial que deveria ter sido pago em outubro, além das demandas específicas de cada grupo.

Os servidores decidirão quais os próximos passos de cada categoria. Há cerca de duas semanas, a previsão era de deflagração de uma greve geral a partir desta quinta-feira. Agora, porém, a estratégia é outra: as ações serão fragmentadas, segundo o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Direta (Sindireta), Ibrahim Youssef.
(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade