Publicidade

Estado de Minas

Suspeita de bomba mobiliza a PM e os bombeiros no Ministério da Fazenda

Sacola plástica deixada no local junto com um crachá roubado de uma funcionária do MEC gerou desconfiança e medo. Vítima do roubou ouviu de criminosos que eles pretendiam "explodir o governo"


postado em 28/11/2016 16:12 / atualizado em 28/11/2016 18:52

Policial militar aciona robô para analisar o conteúdo da pequena sacola(foto: PMDF/Divulgação)
Policial militar aciona robô para analisar o conteúdo da pequena sacola (foto: PMDF/Divulgação)
 
Uma suspeita de bomba no Ministério da Fazenda assustou os funcionários do órgão na tarde desta segunda-feira (28/11). Homens do Esquadrão Anti-Bombas da Polícia Militar e também do Corpo de Bombeiros foram ao local por conta de uma sacola plástica com objetos desconhecidos e o crachá roubado de uma funcionária abandonados em um canteiro em frente ao prédio. 


O que mais chama a atenção no caso é que o crachá pertence a uma funcionária do Ministério da Educação (MEC) que foi assaltada na semana passada, próximo à Receita Federal, no Setor de Autarquias Sul. Segundo a comunicação da PM,  os criminosos abordaram a mulher, levaram o cartão de acesso e disseram que iriam “explodir esse governo”.
 
Operação mobilizou PM e bombeiros(foto: PMDF/Divulgação)
Operação mobilizou PM e bombeiros (foto: PMDF/Divulgação)
 
Os militares acionaram a Operação Petardo, ação da corporação que visa descartar suspeitas de bomba e desarmar artefatos. A PM não evacuou o local, mas impossibilitou a entrada e saída das pessoas. O Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, no entanto, foi visto saindo do prédio com batedores e seguranças.


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade