Publicidade

Correio Braziliense

Polícia prende duas pessoas e apreende arsenal de guerra no DF

Um dos presos é suspeito de ser um dos maiores fornecedores de armas e munições para diversas quadrilhas de roubos a banco no país


postado em 09/03/2017 06:54 / atualizado em 09/03/2017 12:46

Foram apreendidos 4 mil cartuchos, alguns capazes de derrubar aeronaves(foto: PMDF/Divulgação)
Foram apreendidos 4 mil cartuchos, alguns capazes de derrubar aeronaves (foto: PMDF/Divulgação)
A Polícia Militar apreendeu um arsenal de guerra com itens que vão de fuzil usado pelas forças especiais norte-americanas a máquina de fabricar munições, além de 4 mil cartuchos, entre eles, alguns capazes de derrubar aeronaves e perfurar veículos blindados. Todo o material estava em uma loja na QE 7 do Guará I. O proprietário do estabelecimento e o irmão dele foram presos. Além do arsenal, a polícia apreendeu R$ 40 mil em espécie, segundo divulgado no site oficial da PM.
 
A ocorrência começou a ser investigada em Goiás, quando uma quadrilha composta por 15 homens fortemente armados tentaram roubar o cofre de uma mineradora na cidade de Crixás, por volta de 1h de quarta-feira (8/3). Na fuga, os criminosos trocaram tiros com policiais militares goianos e jogaram um balde com pregos na pista para furar os pneus dos carros. Ao recolher o balde, os policiais viram que havia uma etiqueta com o endereço de uma loja do Guará, no Distrito Federal. 
 
O serviço de inteligência da Polícia Militar de Goiás solicitou apoio da PM do Distrito Federal, que chegou ao proprietário da loja no Guará. O homem é suspeito de ser um dos maiores fornecedores de armas e munições para diversas quadrilhas de roubos a banco que atuam no Brasil. 

Policiais militares do Batalhão de Choque da PMDF foram acionados. Ao chegarem ao estabelecimento encontraram sete armas: sendo 1 fuzil M16 calibre 556 Colt, uma escopeta calibre 12 (escopeta), um revólver calibre 22, três revólveres calibre 38, além de uma pistola calibre 380. No local também havia um colete balístico de placa cerâmica com aproximadamente 5cm de espessura. De acordo com a PM, o equipamento é capaz de resistir a disparos de fuzis de grosso calibre.

Além disso, foram recolhidos 4 mil cartuchos de diversos calibres, uma máquina de prensar e fabricar munições, um silenciador para fuzil, quatro carregadores de pistola Glock .9mm, dois carregadores de fuzil .556 e centenas de espoletas e estojos usados na fabricação de munições. Os presos e o material apreendido foram levados para a Delegacia de Repressão a Furtos (DRF).
 
(foto: PMDF/Divulgação)
(foto: PMDF/Divulgação)
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade