Publicidade

Correio Braziliense

Casal é morto a tiros dentro de veículo nesta madrugada

Após os disparos, o carro capotou na pista. Segundo um depoimento, eles escutaram seis disparos de arma de fogo e viram um veículo emparelhar ao lado do automóvel das vítimas.


postado em 20/03/2017 09:30 / atualizado em 20/03/2017 16:04

Um casal foi morto a tiros dentro de um carro em movimento na madrugada desta segunda-feira (20/3) enquanto seguiam na BR-070, sentido Taguatinga/Águas Lindas. Após os disparos, o carro capotou na pista.  Segundo o depoimento dos vigilantes de um supermercado e um posto de gasolina que trabalham próximos ao local do crime, eles escutaram seis disparos de arma de fogo e viram um veículo emparelhar ao lado do automóvel das vítimas. 
 
 
De acordo com a ocorrência policial, logo após os disparos, um homem ferido, que supostamente estava dentro do carro capotado, foi até os vigilantes e contou sobre o ocorrido. Depois de mostrar o lugar onde o carro capotou, o homem foi embora, dizendo que não podia ficar ali porque tinha problemas com a polícia.  Os agentes tentaram socorrer a mulher dentro do veículo, mas perceberam que tanto Deivison Henrique Pereira, 34 anos e Ana Paula dos Santos Silva, 22 anos, estavam mortos. 
 
Além disso, ainda segundo o relato, logo após o acidente, um terceiro carro apareceu com uma mulher informando a identidade da moça dentro do carro capotado. Ela não disse o próprio nome, mas informou que o casal estava em um bar em Taguatinga Norte antes do acidente. Os vigilantes também informaram que outro veículo ficou rondando próximo ao acidente. A 24ª Delegacia de Polícia, no Setor O, investiga o caso. 
 
Segundo a Polícia Civil do Distrito Federal, Deivison tinha passagens pela polícia por furtos qualificados, tráfico, uso e porte de drogas, e já tinha sido preso e recolhido ao Centro de Detenção Provisória da Papuda (CDP/Papuda). Atualmente, ele estava em prisão domiciliar.  


 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade