Publicidade

Correio Braziliense

Por falta de atendimento, pacientes derrubam portão e ameaçam invadir HRAN

Consultas marcadas há meses foram remarcadas por conta da paralisação do atendimento


postado em 20/04/2017 09:24 / atualizado em 20/04/2017 10:54

(foto: Bruno Gonçalves/TV Brasília)
(foto: Bruno Gonçalves/TV Brasília)


Dezenas de pacientes se revoltaram com a falta de atendimento médico no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), na manhã desta quinta-feira (20).Um princípio de confusão se formou no local e resultou na derrubada do portão que dá acesso a emergência da unidade de saúde. De acordo com informações preliminares, o atendimento foi suspenso por conta da greve dos vigilantes. Os médicos alegam que não tem segurança para trabalhar.

Além da interrupção no atendimento para quem chegou ao hospital em busca de ajuda, as consultas agendadas para o dia foram remarcadas. A paciente Iolanda Elias Carneiro, de 58 anos, marcou uma consulta em dezembro e não pode ser atendida por conta do problema. "Os médicos estão todos lá dentro e não querem atender. Eles estão com medo da população por conta da greve dos vigilantes. Eu marquei a consulta há meses e agora não sei nem quando vou ser atendida", relata Iolanda.

De acordo com a Polícia Militar, houve depredação na entrada do hospital. Após a chegada dos policiais os ânimos se acalmaram e alguns serviços foram restabelecidos. Ninguém ficou ferido em decorrência da confusão.
 
Por meio de nota, a Secretaria de Saúde afirma que cada unidade de saúde está readequando o atendimento. A pasta também informa que as superintendências regionais de saúde estão solicitando apoio da PM e que o pagamento das empresas de vigilância estão em dia.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade