Publicidade

Correio Braziliense

Jovem que atropelou ciclista no Lago Norte responderá em liberdade

Em audiência de custódia, a condutora de 20 anos foi liberada após pagar fiança de R$ 5 mil. Enterro da vítima será às 17h


postado em 24/04/2017 16:27 / atualizado em 24/04/2017 16:48

(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
 
A motorista Mônica Karina Rocha Cajado Lopes, 20 anos, acusada de atropelar e matar o administrador de empresas Edson Antonelli, 61, na manhã de domingo (23/4), deixará a prisão nesta segunda-feira (24/4). Ela pagou fiança de R$ 5 mil e responderá ao processo em liberdade. Enquanto isso, familiares e amigos de Edson prestam as últimas homenagens na Capela 7 do Cemitério Campo da Esperança, na Asa Sul. O enterro está marcado para as 17h.
 
 
No momento do acidente, a jovem estava sob o efeito de álcool. Segundo o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), o exame do bafômetro registrou 0,85 miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões.
 
A colisão aconteceu na altura da QI 7 do Lago Norte, por volta das 10h. O Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) prestaram socorro, mas Edson não resistiu e morreu no local.

Relembre o caso 

A vítima é o administrador de empresas aposentado Edson Antonelli. Ele estava sem documentos e só foi identificado por volta das 13h, quando o filho chegou ao local do acidente. A condutora do Onix ficou abalada e precisou de atendimento dos bombeiros. Após o teste do bafômetro dar positivo, a jovem foi detida e levada para a 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá).

 

Apesar de o acidente ter sido registrado na delegacia do Paranoá, a apuração é feita pelos investigadores da 9ª Delegacia de Polícia (Lago Norte).

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade