Publicidade

Correio Braziliense

Motorista que teve carreta incendiada é preso por portar documento falsos

Tudo começou quando os policiais foram acionados para uma ocorrência de incêndio em um veículo que transportava madeira na noite de segunda-feira (24/7)


postado em 26/07/2017 07:40 / atualizado em 26/07/2017 22:09

(foto: Divulgação/PRF)
(foto: Divulgação/PRF)

 
O motorista cujo caminhão pegou fogo ainda no início desta semana, na BR-020, foi preso após apresentar documentos falsos para a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Tudo começou quando os policiais foram acionados para uma ocorrência de incêndio em um veículo que transportava madeira na noite de segunda-feira (24/7). A carga, no entanto, era oriunda de plano de manejo florestal, e precisava de uma autorização de desmatamento dos órgãos ambientais. 
 
 
De acordo com a PRF, nos documentos fiscais apresentados pelo motorista, de 31 anos, constava que a madeira vinha do Amazonas e tinha como destino a cidade de Ribeirão das Neves (MG). Os policiais observaram uma incompatibilidade entre a data de emissão do documento e a distância entre Manaus (AM) e o local do acidente. Para a equipe, o tempo de deslocamento entre um lugar e outro não era compatível. 
 
O Instituto Brasília Ambiental (Ibram), órgão de fiscalização ambiental, foi contatado e confirmou as inconsistências encontradas no documento de origem florestal (DOF). O motorista chegou a declarar que, na verdade, tinha assumido a carga em Santarém (PA), e não no Amazonas.

O material, então, foi encaminhado para o instituto e a ocorrência levada para a Superintendência da Polícia Federal do Distrito Federal. Foram autuados o motorista do caminhão e um dos proprietários da carga pelos crimes de falsidade ideológica, uso de documento falso e crimes ambientais relativos ao transporte ilegal de madeira.
 
(foto: Divulgação/PRF)
(foto: Divulgação/PRF)
 

Memória

Uma carreta que transportava madeira pegou fogo na BR-020, na descida da Embrapa, entre Sobradinho e Planaltina. Apesar do susto, o motorista não sofreu ferimentos. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu por volta das 22h desta segunda-feira (25/7). Segundo o condutor do veículo, o incêndio teve início nas rodas traseiras, por causa de um superaquecimento do sistema de freio.

 

Ao todo, 12 pneus, uma parte da carreta e a carga de madeira foram atingidos. Já a parte dianteira do automóvel não chegou a ser queimada. A perícia foi acionada para esclarecer as causas do incêndio. O local ficou aos cuidados da Polícia Rodoviária Federal (PRF).  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade