Publicidade

Correio Braziliense

Polícia procura criminoso que baleou comerciante em Sobradinho

A polícia cogitou tratar-se de um acerto de contas, mas a investigação evoluiu para tentativa de latrocínio


postado em 03/08/2017 09:34 / atualizado em 03/08/2017 17:43

Sequência de imagens mostra o criminoso abordando e, depois, atirando no comerciante à queima roupa(foto: Divulgação)
Sequência de imagens mostra o criminoso abordando e, depois, atirando no comerciante à queima roupa (foto: Divulgação)
 
 
O criminoso que atirou contra o comerciante Clodoaldo dos Santos, 47 anos, na quarta-feira (2/8) continua foragido. Como a vítima foi atingida duas vezes na cabeça, à queima roupa, a polícia cogitou a possibilidade de se tratar de um acerto de contas, mas a investigação evoluiu para tentativa de latrocínio. Segundo a Polícia Militar, o suspeito entrou na loja com a intenção de roubar uma moto Hornet branca. 
 
 
Imagens do circuito interno da loja mostram que o comerciante se negou a entregar as chaves, o que levou o assaltante a atirar contra a parede, a fim de assustar Clodoaldo. Em seguida, os dois entraram em luta corporal e caíram no chão. Foi quando os outros dois disparos foram executados, atingindo a cabeça da vítima. A mulher do comerciante e uma outra pessoa também estavam no local, mas não foram feridas. Como as imagens são muito fortes, o Correio optou por não divulgar o vídeo.
 
Clodoaldo está na Sala Vermelha de Trauma do Hospital de Base em estado grave, aguardando liberação de leito de UTI. 

Depois da tentativa de latrocínio, o suspeito roubou um carro para fugir, mas como o veículo tinha sistema anti-furto, com corta-correntes, foi obrigado a abandoná-lo próximo à administração de Sobradinho. De acordo com testemunhas, ele acabou fugindo a pé. O veículo foi encaminhado para o pátio da 13ª DP, onde passará por perícia.
 
W.B, 20 anos, trabalha na lanchonete ao lado da loja do Clodoaldo esteve presente próximo ao local no momento do crime. "Quando cheguei para trabalhar, vi a mulher dele desesperada, correndo para o hospital logo atrás da ambulância", lembra. A lanchonete já foi arrombada há três meses. Acredita-se que haja premeditação nos crimes da região, porque os bandidos sabem exatamente onde ficam os itens que serão roubados.
  
 




  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade