Publicidade

Correio Braziliense

Empresário vítima de tentativa de latrocínio segue em estado grave

Segundo informações da Secretaria de Saúde, ele aguarda uma vaga na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com suporte neurológico


postado em 05/08/2017 11:31 / atualizado em 05/08/2017 11:48

Sequência de imagens mostra o criminoso abordando e, depois, atirando no comerciante à queima roupa
Sequência de imagens mostra o criminoso abordando e, depois, atirando no comerciante à queima roupa
 

O empresário Clodoaldo Alencar, 47 anos, que levou um tiro na cabeça em uma tentativa de latrocínio, segue lutando pela vida no Hospital de Base do Distrito Federal. Segundo informações da assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde, ele está internado em estado grave, na sala vermelha e aguarda uma vaga na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com suporte neurológico.

Leia mais notícias em Cidades

 

Segundo um parentes da vítima, no fim da manhã, ele passava por avaliações médicas. O crime é investigado pela 13ª Delegacia de Polícia (Sobradinho I), que identificou, nesta sexta-feira (4/8), o autor da tentativa de latrocínio na última quarta-feira (2/8).

João Lucas Feitoza da Silva, 20 anos, é suspeito de ter atirado no empresário, que é dono de uma loja de motocicletas.  “Chegamos a uma foto do suspeito e duas das três vítimas foram categóricas ao afirmarem que era ele (o autor dos crimes). A terceira disse não se lembrar muito bem, mas que parecia muito", explicou o delegado Hudson Maldonado.
 
O suspeito está foragido. Como a vítima foi atingida duas vezes na cabeça, à queima roupa, a polícia cogitou a possibilidade de se tratar de um acerto de contas, mas a investigação evoluiu para tentativa de latrocínio. Segundo a Polícia Militar, o suspeito entrou na loja com a intenção de roubar uma moto Hornet branca.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade