Publicidade

Correio Braziliense

Amigos e familiares se despedem de sambista e ex-compositor da Aruc

O Templo Ecumênico 1 ficou movimentado e parte das pessoas tiveram que acompanhar o velório de Neilvado Baborsa dos Santos do lado de fora


postado em 13/08/2017 15:47 / atualizado em 13/08/2017 22:35

O velório ocorreu no Templo Ecumênico 1 do Cemitério Campo da Esperança, na Asa Sul, onde o corpo do sambista foi enterrado (foto: Minervino Júnior/CB/D.A Press)
O velório ocorreu no Templo Ecumênico 1 do Cemitério Campo da Esperança, na Asa Sul, onde o corpo do sambista foi enterrado (foto: Minervino Júnior/CB/D.A Press)
Com o templo ecumênico cheio, familiares e amigos do sambista Neilvado Baborsa dos Santos, 62 anos, o Nei, se despediram do ex-compositor na tarde deste domingo (13/8), a partir das 12h. O lugar ficou movimentado e parte das pessoas tiveram que acompanhar o velório do lado de fora. Apesar da tristeza, as lembranças que ficam montam o perfil de uma pessoa animada e querida por todos. 

Nei morreu neste sábado (12/8), após uma parada cardíaca. Ele não resistiu a uma cirurgia para a retirada de um tumor entre o baço e o rim. Nei descobriu o tumor em maio deste ano. O sambista foi compositor da Associação Recreativa Cultural Unidos do Cruzeiro (Aruc) nas décadas de 1980 e 1990 e também integrou a equipe da Acadêmicos da Asa Norte.

Nei deixa mulher, filho e neta. O velório ocorreu no Templo Ecumênico 1 do Cemitério Campo da Esperança, na Asa Sul, onde o corpo do sambista foi enterrado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade