Publicidade

Correio Braziliense

Em manifestação, policiais civis bloqueiam por três horas o acesso à DPE

A categoria protesta contra a falta de reajuste salarial. O GDF não tem previsão de propostas à categoria para 2017, nem para 2018.


postado em 18/08/2017 12:15 / atualizado em 19/08/2017 12:19

Policias Civis realizaram manifestação e fecharam o acesso ao prédio da PCDF.(foto: Divulgação PCDF.)
Policias Civis realizaram manifestação e fecharam o acesso ao prédio da PCDF. (foto: Divulgação PCDF.)

O Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol-DF) realizou uma manifestação nesta sexta-feira (18/8). O ato começou às 9h da manhã, durou cerca de três horas e contou com cerca de 200 policiais que mantiveram bloqueados os acessos ao Complexo da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). 
 
Houve confusão pois os policiais civis bloquearam o acesso de todos os veículos que chegavam aos portões, inclusive das autoridades do Executivo e do Judiciário que compareceram ao evento. Durante o protesto, só era possível entrar no local a pé.

A categoria protesta contra a falta de reajuste salarial do governo, que na última quinta, 17, em reunião com o Sindicato, afirmou que não fará qualquer proposta em 2017, nem no próximo ano.
 

Para o presidente do Sinpol-DF, Rodrigo Franco “Gaúcho”, o GDF deu as costas à Polícia Civil ao negar à categoria a manutenção da proposta para a paridade com a Polícia Federal que vem sendo reivindicada há mais de dois anos. "Nossas perdas salariais já passam de 50%. Estamos em defasagem e não aceitamos isso", reclama. 

Para a próxima terça-feira (22/8), está convocada uma Assembleia Geral Extraordinária, com indicativo de greve, às 14h, no Palácio do Buriti.
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade