Publicidade

Correio Braziliense

Não há focos de incêndio no Parque Nacional de Brasília, dizem bombeiros

Segundo os bombeiros, as chamas que atingiram a área foram controlados. A corporação vai fazer a medição da área atingida pelo fogo ainda hoje


postado em 31/08/2017 11:00 / atualizado em 31/08/2017 11:14

Incêndio atingiu o Parque Nacional de Brasília na última quarta-feira (30/8)(foto: CBMDF)
Incêndio atingiu o Parque Nacional de Brasília na última quarta-feira (30/8) (foto: CBMDF)
 
O incêndio que atingiu o Parque Nacional de Brasília nessa quarta-feira (30/8) foi extinto às 21h do mesmo dia. Cerca de seis viaturas do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), além de um helicóptero e um avião com tanque de água foram usados no combate às chamas. Trinta militares participaram da operação. 
  
Até a manhã desta quinta-feira (31/8) era possível ver bastante fumaça no local, mas não há mais focos de incêndio, segundo os bombeiros. A corporação vai fazer a medição da área atingida pelo fogo ainda hoje, mas sem hora definida. 
 
Ver galeria . 6 Fotos Breno Fortes/CB/D.A Press
(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press )
 

Chamas

No mesmo dia em que o DF completou 100 dias sem chuvas, o Parque Nacional de Brasília sofreu uma grande queimada. O incêndio se alastrou em duas faixas de 4km pela unidade de preservação. Devido à extensão do fogo, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) informou que foram necessários quatro aviões-tanque, um helicóptero do Corpo de Bombeiros e cerca de 100 pessoas, entre equipes do Exército, dos Bombeiros e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para controlar as chamas. 

Ainda não se sabe o horário em que o incêndio começou, mas as primeiras equipes do Corpo de Bombeiros chegaram ao parque por volta das 14h. Segundo a corporação, as chamas começaram em dois focos: próximo ao Lixão da Estrutural e na região da Chapada Imperial. O coordenador nacional de prevenção a incêndios do ICMBio, Christian Berlinck, avaliou que o incêndio tem gravidade máxima, de classificação 3, e, por isso, foi necessária a ajuda de diferentes equipes, além de voluntários. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade