Publicidade

Correio Braziliense

Curso ajuda adultos e idosos a desenvolverem habilidades fotográficas

Projeto, da Secretaria de Esporte, Turismo e Lazer do DF, em parceria com a Fundação Assis Chateaubriand, é oferecido no Centro Olímpico e Paralímpico de São Sebastião, Riacho Fundo I e Sobradinho


postado em 19/09/2017 06:00 / atualizado em 19/09/2017 11:03

Alunos do curso gratuito Fotografe mais: nova forma de expressão(foto: Camila de Magalhães/FAC/D.A Press)
Alunos do curso gratuito Fotografe mais: nova forma de expressão (foto: Camila de Magalhães/FAC/D.A Press)
 
Com filhos crescidos e ajudando a criar os netos, o aposentado José Bezerra, 64 anos, decidiu que é hora de curtir mais a vida e fazer o que gosta. Além de reservar um tempo para as atividades físicas, ele aproveitou a oportunidade oferecida no Centro Olímpico e Paralímpico de São Sebastião e foi um dos sorteados para fazer o curso gratuito Fotografe mais, voltado para adultos a partir dos 50 anos e idosos desenvolverem habilidades fotográficas e de interação nas redes sociais. As aulas, também ministradas nas unidades de Riacho Fundo I e Sobradinho, começaram ontem e vão até 23 de outubro. A realização é da Secretaria de Esporte, Turismo e Lazer do Distrito Federal em parceria com a Fundação Assis Chateaubriand (FAC).

Leia mais notícias em Cidades
 
Seu José conta que fotografou muita coisa na juventude, mas os caminhos da vida o fizeram deixar de lado prazeres como esse. “Acho que é o momento de eu voltar a fazer isso que sempre gostei e acessar as redes sociais. É uma forma até de me manter na ativa. Tenho Facebook, mas, se quero postar ou abrir alguma coisa, dependo dos meus netos ou da minha esposa, que é mais curiosa. Quero aprender essa parte e conquistar algo meu”, observou.
 
Quem também vibrou com a possibilidade de aprimorar os conhecimentos foi a aposentada Teresinha Araújo, 58. “Sempre quis fazer um curso de fotografia, mas nunca tive condições. Minhas fotos saem ruins, embaçadas, mas vou aprender. Sou apaixonada pela natureza e agora vou poder fotografar tudo. Sentia muito de não ter nada guardado, mas agora vou guardar tudo direitinho”, comentou ela.
 

Empoderamento

 
Este é o primeiro curso de qualificação social para adultos e idosos oferecido nos Centros Olímpicos e Paralímpicos onde a FAC faz a gestão pedagógica ao lado da Secretaria de Esporte. “Este é um público ávido por novos conhecimentos, que gosta de socializar. Empoderá-los para lidar com as novas tecnologias de forma natural é muito importante”, defendeu Gláucia Mendes, analista de projetos da FAC.
 
Segundo ela, a procura para o primeiro ciclo do curso foi grande. Quase 100 alunos a partir dos 50 anos se inscreveram para concorrer a uma das 45 vagas gratuitas oferecidas. As aulas incluem um passeio fotográfico no Jardim Botânico. Em breve, o Fotografe Mais será aberto para idosos dos Centros Olímpicos e Paralímpicos de Ceilândia (Parque da Vaquejada e Setor O) e Samambaia.

 
Ciranda da Vida

 
Para comemorar o Dia do Idoso, celebrado em 1º de outubro, alguns Centros Olímpicos terão um evento especial, voltado para reflexão, elevação da autoestima e resgate de experiências. A Ciranda da Vida está prevista para 5, 6 e 7 de outubro. Informações: www.facbrasil.org.br
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade