Publicidade

Correio Braziliense

Fogo extrapola Parque da Chapada e destrói fazendas e reservas particulares

As queimadas se concentram no Vale do São Miguel, perto da Vila de São Jorge. Labaredas consumiram 54 mil hectares e pontos turísticos, como o Vale da Lua


postado em 24/10/2017 11:10 / atualizado em 24/10/2017 16:19

Cenário é de devastação no Chapada dos Veadeiros. Força-tarefa tenta controlar as chamas(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
Cenário é de devastação no Chapada dos Veadeiros. Força-tarefa tenta controlar as chamas (foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)

 

Alto Paraíso (GO) - O incêndio iniciado há uma semana não queima só o cerrado dentro do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, onde 15% da área foram consumidos pelas chamas até a noite desta segunda-feira (23/10). Há vários focos nos vilarejos, nas fazendas e nas reservas ambientais particulares ao redor. O fogo começou na última terça-feira (17/10) e já atingiu 54 mil hectares entre campos, veredas, cerrados e florestas. 

 

Leia mais notícias em Cidades

 

Na manhã desta terça-feira (24/10), as queimadas se concentram no Vale do São Miguel, perto da Vila de São Jorge, município de Alto Paraíso. Há fogo em matas da Fazenda Volta da Serra até a vila. Labaredas consomem pastos e cerrado nativo em pontos turísticos, como o Vale da Lua.

 

Enquanto os bombeiros trabalham sem parar no Parque Nacional, os fazendeiros contam com a ajuda de brigadistas voluntários, organizados por meio de uma rede de contatos via Whatsapp. Ao menos 40 combatem o fogo no Vale do São Miguel na manhã desta terça. Eles contam com o apoio de outros voluntários, responsáveis pela arrecadação de água, alimento e combustível para os veículos. De acordo com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbrio) a operação de combate conta com mais de 110 brigadistas e bombeiros. 

 

Em entrevista coletiva nesta terça, o governador Rodrigo Rollemberg afirmou ter enviado uma equipe de especialistas de engenharia em combate a incêndios florestais em um avião do Corpo de Bombeiros. Ele relacionou, ainda, a importância da Chapada para as nascentes que abastecem rios brasileiros em um momento de crise hídrica em Brasília e outros pontos do país. "Nós estamos falando de um dos parques mais importantes do bioma Cerrado, que é responsável por 70% das águas que abastecem as bacias do Paraná, de Tocantins e do São Francisco", comentou. 

 

 

Ver galeria . 30 Fotos Breno Fortes/CB/DA.Press
(foto: Breno Fortes/CB/DA.Press )
 

Como ajudar

No combate ao fogo

Moradores de Alto Paraíso e entidades de defesa ambiental criaram a Rede Contra Fogo. Os voluntários montaram um site em uma plataforma de financiamento coletivo para arrecadar fundos destinados à preparação de lanches, ao transporte de voluntários, à logística de equipamentos e a operações de combate ao fogo. Para saber mais, acesse: catarse.me/redecontrafogoveadeiros . 

 

No resgate a animais

Voluntários do DF e da Chapada dos Veadeiros se reuniram para arrecadar materiais hospitalares para os cuidados com animais afetados pelo fogo. O grupo aceita medicamentos, soro, gazes, luvas, gaiolas, além de alimentos para voluntários e equipamentos de combate a incêndio. As doações serão recebidas hoje, na portaria do Zoológico de Brasília, das 8h às 17h. Mais informações: 9 8271-7029 (Fernanda) e 9 8366-6997 (Ingrid).

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade