Publicidade

Correio Braziliense

Homem é detido pela PM por ato obsceno na Catedral de Brasília

Acusado, que é usuário de crack, teria gritado palavrões antes de ameaçar ejacular em imagem de Nossa Senhora Aparecida. Homem seria veterinário, diz PM


postado em 06/11/2017 13:50 / atualizado em 06/11/2017 13:56

Ato obsceno teria acontecido diante de 15 a 20 pessoas. Local estava aberto para a visitação, fora do horário de missas(foto: Nailton Barbosa/Flickr)
Ato obsceno teria acontecido diante de 15 a 20 pessoas. Local estava aberto para a visitação, fora do horário de missas (foto: Nailton Barbosa/Flickr)

Um homem de 36 anos foi detido após fazer ameaças de que iria ejacular em uma imagem de Nossa Senhora Aparecida, dentro da Catedral Metropolitana, em Brasília. De acordo com a Cúria Metropolitana, responsável pelo templo, o morador de rua, que é usuário de drogas, teria ultrapassado as fitas que isolam o altar nas horas de visitação do local. O caso aconteceu na tarde de domingo (5/11). 

 

Leia mais notícias em Cidades

 

Nenhuma missa era celebrada no momento do ato. Segundo o tenente Isaildo Bellino, da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), havia de 15 a 20 pessoas na Catedral, entre visitantes e funcionários.

 

Segundo relato da PM, o homem teria dito aos policiais que a droga "o fez chegar ao fundo do poço". Ainda segundo a corporação, o morador de rua portava uma identificação original do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Distrito Federal (CRMV/DF).

 

Ainda de acordo com o tenente Bellino, ele ainda tentou fugir quando os PMs chegaram e se rendeu após cair no chão. Os policiais o levaram à 5ª Delegacia de Polícia (Área Central). Lá, o homem assinou um termo de compromisso de comparecimento, por ato obsceno, e foi liberado em seguida.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade