Publicidade

Correio Braziliense

Manifestação em frente ao Congresso lembra mortes no trânsito no DF

O grupo representou 218 vítimas mortas no trânsito em Brasília. Cartazes, roupas pretas, véus brancos e balões serviram de alerta para a necessidade de mais prudência nas vias


postado em 17/11/2017 15:31 / atualizado em 17/11/2017 16:48

Com véus, vestido de preto e com cartazes, 218 pessoas representaram as vítimas mortas em acidentes de trânsito do DF neste ano(foto: Detran-DF/ divulgação)
Com véus, vestido de preto e com cartazes, 218 pessoas representaram as vítimas mortas em acidentes de trânsito do DF neste ano (foto: Detran-DF/ divulgação)

Pessoas vestidas de preto e com véus brancos sobre a cabeça. Foi esse o cenário da manhã desta sexta-feira (17/11), no gramado em frente ao Congresso Nacional. Com cartazes, elas alertaram sobre os perigos do trânsito. Em uma perfomace pública, o grupo representou as 218 vítimas mortas no Distrito Federal, de janeiro deste ano até 5 de novembro. O ato ocorreu em alusão ao Dia Mundial em Memória das Vítimas de trânsito, data lembrada em 19 de novembro.

Leia as últimas notícias de Brasília

Os dados do Departamento de Trânsito (Detran-DF) mostram que, apesar do grande número de vítimas, ocorreu uma redução de 34% nos casos fatais. No mesmo período do ano passado, foram registradas 332 mortes no trânsito, uma diferença de 114 vidas preservadas, que também foram representadas no ato público.


A atividade, desenvolvida pela Gerência de Ações Educativas de Trânsito (Gerat), teve o objetivo de alertar a população do DF sobre as perdas em acidentes de trânsito. "O propósito da apresentação é transmitir o conceito de que a vida é para ser vivida, e não interrompida violentamente no trânsito. Trânsito bom é aquele que preserva vidas", garante o gerente de Ações Educativa de Trânsito, Tiago Moreira.

Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito


Lembrada em 19 de novembro, a data foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2005, em respeito às vítimas de trânsito, seus familiares e amigos. O objetivo é estimular a sociedade a refletir sobre a violência no trânsito e cobrar soluções para se evitar novas vítimas.









Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade