Publicidade

Correio Braziliense

GDF suspende multas de quem usou faixas exclusivas durante greve do metrô

Quem foi autuado por excesso de velocidade ou na faixa do BRT ainda responderá pela penalidade


postado em 27/12/2017 14:24 / atualizado em 27/12/2017 19:03

Decisão de anular multas partiu do governador Rodrigo Rollemberg(foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press )
Decisão de anular multas partiu do governador Rodrigo Rollemberg (foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press )
Os condutores que utilizaram as faixas exclusivas no Distrito Federal durante a greve do metrô não sofrerão penalidade. A decisão partiu do governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, nesta quarta-feira (27/12). O chefe do Executivo local anunciou a anulidade das multas em nota.
 
 
Com isso, das 5.442 multas geradas neste período de 40 dias, 4.704 foram canceladas, sendo 1.114 do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) e 3.590 do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF). No entanto, quem foi multado por excesso de velocidade ou na faixa do BRT ainda responderá pela penalidade.  

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, trafegar na faixa ou via de trânsito exclusivo, regulamentada com circulação destinada aos veículos de transporte público coletivo de passageiros, é considerado uma infração gravíssima, com penalidade de multa e apreensão do veículo, salvo em casos de força maior e com autorização do poder público competente.    

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade